Meteorologia

  • 23 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Queixas por violência sexual disparam em França em outubro

A França conheceu em outubro uma nítida alta de queixas por violência sexual, um fenómeno ligado à "libertação da palavra" no contexto da onda de choque mundial provocado pelo escândalo Weinstein.

Queixas por violência sexual disparam em França em outubro
Notícias ao Minuto

22:00 - 13/11/17 por Lusa

Mundo Crime

As queixas apresentadas por violência sexual, que denunciam casos de assédio sexual, agressão sexual e violação, aumentaram em outubro 30% no caso da 'gendarmerie' (mais 360 casos) e 23% (mais 445 casos) no caso da polícia, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo um levantamento disponibilizado hoje pelo Ministério do Interior.

A libertação da palavra teve "claramente um efeito" no número de queixas apresentadas nos serviços da polícia e 'gendarmerie', segundo uma fonte no Ministério do Interior.

A revelação no início de outubro do escândalo Weinstein, assim designado do nome do produtor de cinema norte-americano acusado por uma centena de mulheres de ataque sexual, provocou uma verdadeira onda de choque à escala internacional.

"É evidente que não há um aumento dos casos, mas sim das acusações. A palavra libertou-se. É inegável", considerou Maryse Jaspard, uma sócio demógrafa, que coordenou o primeiro inquérito em França sobre as violências sobre as mulheres (Enveff) realizadas em 2000.

Apenas 10% das vítimas de violação apresentam queixa e apenas um por cento dos violadores são condenados, segundo o Alto Conselho da Igualdade entre as Mulheres e os Homens.

O governo francês está a preparar para 2018 um projeto de lei contra a violência sexista e sexual. Uma concertação foi lançada junto dos atores do setor, como polícias ou magistrados, e os cidadãos estão convidados a contribuir para o futuro texto.

O aspeto mais debatido é uma verbalização do assédio de rua, esse "zona cinzenta" entre sedução e agressão sexual ou injúria pública.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório