Meteorologia

  • 05 MARçO 2021
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Turquia. Queimou mulher com água a ferver, chateado por ser acordado

Mulher ficou com queimaduras graves. Tinha acordado o marido para lhe dar o pequeno-almoço na cama.

Turquia. Queimou mulher com água a ferver, chateado por ser acordado
Notícias ao Minuto

22:51 - 26/01/21 por Notícias ao Minuto 

Mundo Violência machista

Um homem, de 28 anos de idade, atirou água a ferver sobre a mulher, de 23 anos, depois desta o acordar para lhe dar o pequeno-almoço na cama. O incidente aconteceu a 9 de janeiro, na cidade de Konya, na Turquia.

Ali Ay estava a dormir e foi acordado por Rukiye Ay, com quem está casado há cinco anos, sendo pais de uma menina. O homem, porém, ficou zangado por ter sido despertado, pois queria continuar a dormir.

De acordo com o The Mirror, perante a reação do marido, Rukiye foi tomar o pequeno-almoço para a cozinha com a filha.

Ali Ay levantou-se da cama e foi, também, para a cozinha. "Entrou, ainda mal disposto, e disse que se ia divorciar de mim e ficar com a custódia da nossa filha, fizesse eu o que fizesse", disse a vítima, citada pelo jornal britânico. "Depois deitou-me água a ferver nas costas. Ia atirar-me à cara, mas eu virei-me", disse.

Rukiye explica que pensou em fugir mas que acabou por desmaiar, por causa da dor. "Quando recuperei os sentidos, ouvi a minha filha a gritar e senti que ele me estava a agarrar pelo cabelo e a arrastar-me para a casa de banho", acrescentou.

As imagens publicadas pelo Mirror mostram as queimaduras graves de Rukiye.

Num momento de distração do marido, a mulher conseguiu fugir para casa de um vizinho, que chamou a polícia, acabando o agressor por ser detido.

Ainda no hospital, Rukiye soube que o marido fora colocado em liberdade, mediante pagamento de fiança, o que coloca a sua vida, e da sua filha, em risco. Com a ajuda de um advogado, a mulher apresentou outra denúncia e Ali Ay foi novamente detido, restando agora saber que sentença conhecerá.

De acordo com organizações não governamentais, 474 mulheres foram mortas na Turquia, em 2019.

Leia Também: Turquia acredita que conflito com Grécia se resolverá através do diálogo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório