Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2020
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Iraque cancela visita de ministro turco após ataque de 'drone'

As autoridades do Iraque anunciaram hoje que cancelaram a visita do ministro da Defesa turco àquele país após o ataque de um 'drone' da Turquia que causou a morte a sete pessoas, incluindo dois altos funcionários da segurança iraquiana.

Iraque cancela visita de ministro turco após ataque de 'drone'
Notícias ao Minuto

23:50 - 11/08/20 por Lusa

Mundo Iraque

Segundo a agência AFP, além de cancelar a visita do ministro turco, Bagdade convocou o embaixador da Turquia no país a quem vai entregar "uma carta de protesto com palavras fortes para dizer que o Iraque recusa categoricamente as agressões e violações" de Ancara.

O Governo iraquiano considera a atuação da Turquia "uma violação perigosa da soberania do Iraque" e pede a Ancara que "cesse todas as suas operações militares".

Um comunicado divulgado hoje pelo exército iraquiano revelou que o 'drone' (aparelho aéreo não tripulado) atingiu um veículo que pertencia à Guarda de Fronteira, no município de Bradost, no norte de Irbil, e o ataque causou a morte a dois comandantes e ao motorista do veículo.

Mohammed Rushdi, comandante da 2.ª Brigada dos Guardas de Fronteira e Zubair Hali, comandante do 3.º Regimento, morreram na sequência do ataque, explicou à agência AP o autarca de Bradost, Ihsan Chelebi, acrescentando que estão a ser estabelecidos novos postos naquela área.

A agência AP adianta que até agora o Exército turco não comentou o sucedido.

Segundo dois oficiais de segurança iraquiana, os comandantes da Guarda de Fronteira estavam reunidos secretamente com membros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) durante o ataque.

A Turquia considera o PKK uma organização terrorista e já bombardeou várias zonas onde esta está posicionada no norte do Iraque em operações anteriores.

A mesma fonte disse ainda que outras cinco pessoas também morreram no ataque, sem especificar se eram militares ou civis.

Uma fonte do PKK no norte do Iraque afirmou que a reunião aconteceu em Bradost e que tinha como objetivo "trazer estabilidade à área".

Os funcionários falaram sob condição de anonimato, seguindo os regulamentos.

Em 17 de junho, Ancara lançou uma ofensiva aérea e terrestre na região de Haftanin, a cerca de 15 quilómetros da fronteira entre a Turquia e o Iraque.

Esta operação causou desagrado entre as autoridades iraquianas, que em duas ocasiões convocaram o embaixador da Turquia em Bagdade para entregar uma nota de protesto.

A morte de altos funcionários iraquianos deve prejudicar ainda mais as relações entre os dois países.

Os turcos têm defendido as suas operações no norte do Iraque, explicando que nem o Governo iraquiano, nem a administração regional curda iraquiana agiram de forma a erradicar os insurgentes do PKK, que alegadamente utilizam aquele território para lançar ataques contra a Turquia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório