Meteorologia

  • 18 ABRIL 2021
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 24º

Edição

AO MINUTO: Portugal já registou 101 notificações de casos suspeitos

Os dados mais recentes dão conta de mais de três mil mortos e quase 90 mil infetados em 67 países. Desde o início da epidemia mais de 47 mil pacientes tiveram alta.

AO MINUTO: Portugal já registou 101 notificações de casos suspeitos

O país onde se verificou o epicentro do Covid-19 continua a mostrar sinais positivos. Os números de mortos e de infetados na China têm registado uma redução de dia para dia. Os dados mais recentes da Comissão Nacional de Saúde chinesa indicam que nas últimas 24 horas morreram 31 pessoas e 125 pessoas ficaram infetadas. Por outro lado, o número de pacientes que tiveram alta foi substancialmente superior: 2.742. 

Itália, Irão e Coreia do Sul são os países onde se tem verificado uma subida mais acentuada no número de contágios, estando estes países a entrar no pico de contágios. 

Por cá, depois de serem conhecidos os primeiros casos positivos, a ministra da Saúde, Marta Temido, admitiu que o cenário de quarentena obrigatória está em cima da mesa. O Bastonário da Ordem dos Médicos, aconselhou os portugueses a evitarem todas as viagens que não sejam necessárias durante este mês

Acompanhe aqui ao MINUTO os desenvolvimentos sobre o coronavírus:

23h58 - Mais três novos casos de infeção no Canadá, cifrando-se o número total no país em 30: 20 em Ontario, 9 na Columbia Britânica e 1 no Quebec.

23h30 - Já está publicado o despacho que implementa um conjunto de ações para acautelar a proteção social dos trabalhadores do setor privado caso fiquem impedidos de exercer a sua atividade profissional devido ao Covid-19. Tanto os funcionários do público como os do privado vão receber os seus salários a 100% em caso de isolamento.

23h17 - A Comissão Nacional de Proteção Civil vai funcionar a partir de agora em permanência, para fazer face ao novo coronavírus, disse esta terça-feira o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

22h52 - A Argentina passou a ser o quinto país na América Latina a confirmar a infeção pelo novo coronavírus, detetada num cidadão nacional proveniente do norte de Itália no domingo. Mais tarde, o Chile confirmou o seu primeiro caso, um homem de 33 anos, tornando-se no sexto país da América Latina atingido pelo surto.

22h36 - A Direção-Geral de Saúde (DGS) indicou esta terça-feira que registou, desde janeiro, 101 notificações de casos suspeitos de infeção. Há quatro casos confirmados, como já foi noticiado. Três doentes estão internados no Porto e um em Lisboa.

Os sintomas apresentados com mais incidência por estes quatro pacientes foram febre, tosse e dores musculares. Com menos incidência, sintomas como dor de cabeça e fraqueza generalizada.

Pode consultar o documento aqui: Relatório de Situação - 1

22h00 - Os números globais dão conta, nesta altura, de 92.856 casos confirmados de infeção. Destes, 3.168 pessoas morreram, 41.219 continuam hospitalizadas e 48.469 recuperaram. Pode ver um mapa global dos dados aqui, em inglês, com atualizações automáticas. Aqui pode confirmar os dados do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças Transmissíveis (ECDC) para esta terça-feira, mas estes não incluem os dados avançados pelos diversos países ao longo do dia.

21h00 - Se chegou aqui agora, eis um balanço dos números desta terça-feira:

  • Portugal registou mais dois novos casos de coronavírus: um homem de 60 anos no Centro Hospitalar Universitário de São João e um homem de 37 anos no Hospital Curry Cabral, ambos com ligação a caso confirmado para COVID-19. O número total é de quatro casos confirmados.
  • Espanha registou a primeira morte e 45 novos casos de infeção. O número total de casos positivos de infeção é de 165, de acordo com os últimos números revelados. A primeira morte em Espanha aconteceu a 13 de fevereiro, mas só agora foi identificada.
  • França registou 21 novos casos e 1 morte, elevando o número de vítimas mortais para 4. O número de casos positivos de infeção é de 212.
  • Itália continua a ser o país europeu que mais preocupação causa. Foram anunciadas hoje mais 27 mortes e 466 casos de infeção. O número de vítimas mortais cifra-se agora nos 79 e o número de infetados nos 2.502.
  • Para além de Itália, os outros dois países com maior risco fora da China são a Coreia do Sul e o Irão. Na Coreia do Sul há agora um balanço de 34 mortos e mais de 5 mil casos de infeção. No Irão são registados 77 mortos e mais de 2.300 casos de infeção.
  • Os Estados Unidos também registaram mais três novas mortes, elevando o número total para 9. Todas as mortes ocorreram no estado Washington. O número de casos registados de infeção confirmada ultrapassou os 100, espalhados por pelo menos 14 estados.

20h56 - A primeira morte em Espanha é, afinal, a primeira morte na Europa. A primeira morte por Covid-19 na Europa foi registada no dia 15 de fevereiro, em França, mas a vítima mortal esta terça-feira anunciada em Espanha morreu no dia 13, dois dias antes.

20h36 - O Senegal confirmou um segundo caso de coronavírus, relativo a um cidadão francês com 80 anos, que chegou no sábado ao país africano, onde tinha sido anunciado na segunda-feira um primeiro caso.

19h34 - OMS sublinha que o novo coronavírus é mais mortal do que a gripe sazonal e estabelece as principais diferenças. Uma delas é a imunidade, que existe para algumas estirpes de gripe sazonal mas que não existe para esta nova estirpe de coronavírus.

"Globalmente, cerca de 3,4% do casos reportados de Covid-19 resultaram em morte. Em comparação, a gripe sazonal mata geralmente menos de 1% daqueles que são afetados"19h25 - Espanha registou esta terça-feira a primeira morte em resultado do novo coronavírus. O homem morreu no passado dia 13 de fevereiro, na Comunidade Valenciana, vítima de uma "pneumonia grave de origem desconhecida" e só agora foi estabelecida relação com o Covid-19.

O Ministério da Saúde espanhol pediu na semana passada que fossem avaliados novamente os casos de pessoas falecidas nos dias anteriores vítimas de pneumonias graves. O homem morreu no Hospital Arnau de Vilanova-Llíria.

18h49 - Reino Unido declara "mais alto nível de emergência" no país por causa do surto de Covid-19.

18h47 - Os cerca de 21 mil passageiros que semanalmente chegam aos aeroportos portugueses provenientes da China e de Itália estão a receber um cartão que permite a rastrear contactos mantidos, como medida de contenção do novo coronavírus.

18h42 - Ainda a questão das máscaras. A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) abriu um inquérito interno para apurar as circunstâncias do desaparecimento de máscaras de proteção no serviço de Medicina do Hospital de Santa Luzia, em Elvas. Lá fora, um camionista britânico foi detido no porto de Tânger Med, no norte de Marrocos, quando tentava retirar ilegalmente 100.000 máscaras protetoras do país.

Em França, a situação é mais pitoresca. Cerca de duas mil máscaras cirúrgicas desapareceram de um hospital de Marselha, cidade no sul de França. O Estado francês requisitou hoje "todo o 'stock' e produção de máscaras protetoras" para distribuir pelos profissionais de saúde e pessoas infetados.

18h40 - O primeiro-ministro, António Costa, garantiu esta terça-feira que dinheiro "não é seguramente um problema nem nunca seria um problema" no que diz respeito à gestão do surto provocado pelo novo coronavírus.

17h45 - A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou para o esgotamento rápido das reservas de equipamento de proteção individual contra o novo coronavírus que causa a doença Covid-19.

17h37 - Idosa de 98 anos torna-se na mulher mais velha a recuperar do vírus na China. "A sua recuperação trará ânimo a outros pacientes que ainda estão internados", indicou responsável do hospital localizado em Wuhan.

17h10 - Há mais dois novos casos de infeção por Covid-19 em Portugal, um deles em Lisboa, anunciou esta tarde a Direção-Geral de Saúde.

Os doentes são: um homem de 60 anos no Centro Hospitalar Universitário de São João e um homem de 37 anos no Hospital Curry Cabral, ambos com ligação a caso confirmado para COVID-19.

Os dois primeiros casos confirmados estão internados em unidades hospitalares do Porto.

17h08 - O número de vítimas mortais por Covid-19 em Itália subiu para 79, com mais 27 mortes anunciadas esta terça-feira pela Proteção Civil italiana. Há também registo de 466 novos casos de infeção, elevando o número total de infetados para 2.502. Recuperaram 160 pessoas.

A região da Lombardia é a mais afetada, registando 55 mortes e 1.520 casos de infeção positivos.

17h03 - A ministra da Saúde, Marta Temido, indicou que os hospitais de São João e Santo António, no Porto, "mantêm a sua capacidade de resposta", tendo disponíveis duas mil camas comuns para isolamento. As declarações da ministra no parlamento surgem um dia após a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, ter afirmado que aquelas duas unidades hospitalares "esgotaram a capacidade".

17h02 - O clube de futebol alemão Borussia Dortmund anulou a digressão de verão prevista para a Ásia, devido aos riscos associados ao surto de Covid-19.

16h04 - Os casos de coronavírus em Espanha subiram hoje para 150, dos quais sete mais graves estão em Unidades de Cuidados Intensivos.

As comunidades autónomas de Madrid e do País Basco estão a avaliar uma eventual mudança do cenário de "contenção" da doença para "mitigação" em duas das áreas de "maior preocupação"Torrejón de Ardoz (Madrid) e Vitória (País Basco) -, uma vez que a origem da infeção é desconhecida, e nesse novo cenário seriam adotadas medidas adicionais.

15h57 - António Costa visitou esta terça-feira o Hospital de São João, no Porto, onde manteve contacto com um dos doentes infetados com o novo coronavírus. "Pareceu estar com um bom estado de saúde e comunicámos por gestos", disse, acrescentando ainda que ficou "confortado  com as garantias que foram dadas" em relação à capacidade do hospital para lidar com o surto viral.

15h50 - O Estado francês requisitou "todos os stocks e a produção de máscaras protetoras", para distribuir pelos profissionais de saúde e pessoas com o novo coronavírus, anunciou hoje o presidente Emmanuel Macron.

15h46 - A Reserva Federal dos EUA (Fed) anunciou um corte de meio ponto à taxa diretora, que está agora no intervalo entre 1% e 1,25%, para proteger o crescimento económico dos EUA do impacto do surto que se está a propagar por todo o mundo.

15h01 - O Portugal Fashion está a criar um plano de contingência com o Governo para a 46.ª edição, que arranca dia 12, no Porto, devido ao coronavírus Covid-19, mas os planos do evento mantêm-se "para já" sem alterações. 

14h15 - O Presidente da República mantém os compromissos de agenda e ainda não vê razão "para alterar o essencial" do seu comportamento. Pessoalmente, Marcelo prefere atuar na prevenção reforçando as imunidades, algo que faz todos os anos durante o inverno.

"Neste momento, não vejo razão para parar estes encontros. Teremos logo à tarde mais um encontro, e para a semana, e a seguir", sublinhou, assegurando que quando e se houver razão para isso, "então pára-se". 

13h53 - A Feira do Livro de Leipzig, prevista para aquela cidade alemã entre os dias 12 e 15 de março, foi cancelada. "Dada a situação atual, consideramos que o risco para a saúde de expositores, visitantes, convidados e funcionários da Feira do Livro de Leipzig é demasiado grande", afirmou o diretor-geral da feira, Martin Buhl-Wagner.

13h33 - PCP, pela voz do líder Jerónimo de Sousa, critica os hospitais privados por não integrarem a "resposta coletiva" ao surto de Covid-19 e defende um reforço do Serviço Nacional de Saúde (SNS), que considerou um "porto de abrigo".

"Preparar, planificar, agir e não alimentar o medo e o alarmismo, que não ajudam à resolução do problema". A resposta do SNS é "tanto mais importante" quando se verifica que os hospitais privados já declararam que "não têm condições nem aceitam integrar numa resposta coletiva", o que releva a importância do serviço público de saúde como "porto de abrigo".

13h30 - O Japão arrisca-se a perder os Jogos Olímpicos de 2020 devido à epidemia de Covid-19, indicou hoje a ministra japonesa dos Jogos Olímpicos, precisando que maio será um mês crucial para tomar uma decisão sobre a realização do evento.

13h21 - O ministro da Economia afirmou que o impacto do surto de Covid-19 nos negócios nacionais é "moderado a reduzido", defendendo que conter a "taxa de propagação da doença é bom para a saúde e a economia".

"O relato que me chega é que o impacto [do surto de coronavírus na economia portuguesa] tem sido muito moderado, para não dizer reduzido (...) as empresas estão bem abastecidas de 'stocks' e não se verificam situações de interrupção de atividade" (ministro Siza Vieira).13h13 - Pelo menos 13 pessoas estão infetadas na China depois de terem regressado de países como a Itália e o Irão. A maioria dos casos foram identificados na província de Zhejiang e envolvem chineses que trabalhavam num restaurante em Bergamo

13h10 - Pelo menos 60 residentes de Macau e familiares atualmente na cidade chinesa de Wuhan, centro do surto do novo coronavírus, já se registaram para regressarem ao território no sábado. Estas pessoas "não foram ao hospital, nem estiveram em contacto com casos confirmados", disse o diretor dos Serviços de Saúde de Macau. 

13h04 - As empresas públicas têm cinco dias úteis para elaborar planos de contingência para o surto de Covid-19 que assegurem o "normal funcionamento" dos serviços, "privilegiando o recurso ao teletrabalho", determina um despacho publicado em Diário da República. 

12h37 - Mais um evento adiado. Falamos do Global Gaming Expo Asia (G2E Asia), o mais importante certame de jogo na Ásia, que estava previsto para os dias 19, 20 e 21 de maio e que agora foi adiado para entre 28 e 30 de julho, mantendo-se a previsão de realização no mesmo local, o hotel Venetian Macao, em Macau.

12h28 - MAI convoca reunião de emergência com a ministra da Saúde. O encontro, agendado para esta tarde, "visa abordar as diferentes dimensões da coordenação estratégica relacionadas com os mecanismos de prevenção, preparação e resposta face ao Covid-19", refere o gabinete do ministro Eduardo Cabrita numa nota enviada às redações.

12h05 - O deputado iraniano Abdolreza Mesri avisou os colegas para não contactarem mais com o público, já que há 23 novos casos de Covid-19 entre os deputados, avançou hoje a televisão estatal iraniana. 

12h03 - A União Europeia (UE) e a Iniciativa sobre Medicamentos Inovadores, da Comissão e da indústria farmacêutica, lançaram hoje um concurso para o desenvolvimento de novos tratamentos para o Covid-19, num financiamento base de 45 milhões de euros. 

11h59 - Cientistas brasileiros descodificaram ADN do novo coronavírus em 48 horas. Este rápido sequenciamento do ADN do vírus poderá ajudar na tomada de decisões e é fundamental para melhorar os testes de diagnóstico e desenvolver vacinas. Também ajuda na identificação de mutações, assim como dos pontos fortes e fracos do vírus. 

11h40 - O número de mortos causados pelo surto de Covid-19 no Irão subiu hoje para 77, mais 11 do que na segunda-feira, anunciou hoje o Ministério da Saúde, acrescentando que o número de casos aumentou 55% num dia. Existem atualmente 2.336 casos do novo coronavírus no país. 

11h37 - O ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues disse hoje que a tutela continua a trabalhar para que as "orientações da Direção-Geral de Saúde (DGS) sobre o novo coronavírus cheguem às escolas", sem especificar se estas têm autonomia para tomar medidas sobre eventuais casos. 

11h25 - Fãs dos filmes 007 estão a pedir às produtoras do mais recente capítulo cinematográfico de James Bond para adiarem a estreia de 'No Time To Die'. Os fãs argumentam que a "saúde pública deve estar acima das datas de estreia com fins de marketing" e pedem que a estreia do filme seja adiada para o verão. 

11h13 - A ministra do Trabalho e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, confirmou, esta terça-feira, que os funcionários do público e do privado vão receber os seus salários a 100% em caso de isolamento por causa do Covid-19. 

11h08 - A epidemia do novo coronavírus, que teve origem na China, já infetou 90.663 pessoas em todos os continentes, das quais morreram 3.124, segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças. 

10h28 - Cerca de 120 escolas estão encerradas em França, nomeadamente nas regiões que são os principais focos do surto de Covid-19. 191 pessoas já foram infetadas em França e três morreram. Houve 12 pacientes que já foram curados. 

9h23 - A Ucrânia registou o primeiro caso de Covid-19. O paciente foi internado no hospital no sábado depois de ter viajado de Itália para a Ucrânia

8h14 - Os resultados dos testes a que o Papa Francisco foi submetido deram negativo para Covid-19, adianta o jornal Il Messaggero. O sumo pontifíce tem uma gripe e cancelou recentemente um retiro e a maioria das suas audiências devido à doença. 

7h59 - O Grande Prémio do Vietname de Fórmula 1 está em risco por causa do Covid-19. O governo deste país asiático decretou uma quarentena de 14 dias para todas as pessoas que viajam dos países mais afetados pelo novo coronavírus (China, Coreia do Sul, Itália e Irão). Uma medida que cria dificuldades às equipas de Fórmula 1 sediadas em Itália. 

7h50 - No programa 'Prós e Contras' da RTP 1 desta segunda-feira, Graça Freitas revelou que os Hospitais de São João e de Santo António, no Porto, "esgotaram a capacidade". A diretora-geral da Saúde referiu que, por essa razão, contactou com a Administração Regional de Saúde do Norte para "ativar os outros quatro hospitais que estavam na retaguarda prontos para ser ativados", sem especificar quais as unidades hospitalares. 

7h44 - As autoridades de saúde sul-coreanas anunciaram hoje 600 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus, elevando para 4.812 o total de pessoas infetadas no país. Já morreram 28 pessoas

7h43 - A principal preocupação para as autoridades chinesas prende-se agora com uma eventual recontaminação, nomeadamente através da importação de casos de Itália. A China reportou hoje sete novos casos de infeção pelo novo coronavírus entre passageiros oriundos de Itália, aumentando a possibilidade de novo surto no país asiático. 

7h37 - O número de mortos e de novos casos de infeção pelo coronavírus Covid-19 na China continental continuou hoje a abrandar. Segundo os dados da Comissão Nacional de Saúde do país, nas últimas 24 horas registaram-se 31 mortes e 125 novos casos de pessoas infetadas. No total, o número de mortos e infetados na China ascendeu a 2.943 e 80.151, respetivamente

Em contrapartida, no mesmo período de 24 horas, 2.742 pessoas receberam alta em toda a China continental. De acordo com os números da Comissão Nacional de Saúde chinesa, 47.204 pacientes receberam alta desde o início da epidemia. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório