Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

PSOE ganha mas perde três deputados e Vox passa a terceira força

Os socialistas do PSOE ganharam as legislativas de hoje em Espanha sem maioria, conseguindo 120 deputados, menos três do que nas eleições anteriores, quando estão contados 99,9% dos votos e atribuídos todos os 350 lugares no parlamento.

PSOE ganha mas perde três deputados e Vox passa a terceira força
Notícias ao Minuto

23:14 - 10/11/19 por Lusa

Mundo Eleições Espanha

O segundo partido mais votado é o PP (direita), que fica com 87 deputados (tinha 66), seguindo-se o Vox (extrema-direita), que passa a ser a terceira força política em Espanha depois de mais do que duplicar a sua representação parlamentar, passando de 24 para 52 deputados.

A Unidas Podemos (extrema-esquerda) perde lugares e votos, ficando com 35 deputados (tinha 42), e o mesmo acontece aos Cidadãos (direita liberal), que elegeram hoje apenas 10 representantes (tinham 57).

Com estes resultados, o bloco de partidos da esquerda espanhola formado pelo PSOE, Podemos e Mais País (extrema-esquerda) supera em seis deputados o de direita formado pelo PP, Vox e Cidadãos.

Os 120 assentos do PSOE, mais os 35 do Unidas Podemos e os 3 do Mais País totalizariam 158 assentos, acima dos 152 que a soma dos 88 do PP, 52 do Vox, 10 do Cidadãos e 2 do Navarra Suma (coligação de direita naquela região que inclui o PP e Cidadãos).

O bloco de partidos de direita aproxima-se assim do de esquerda desde as eleições de abril, quando estavam separados por dezasseis lugares.

Em 28 de abril, a soma do PSOE e do Unidas Podemos foi de 165 e a dos três partidos de direita 149.

O resultado de hoje faz prever que continue a dificuldade para formar Governo, com o primeiro-ministro em funções, Pedro Sánchez, enfraquecido com a ligeira diminuição do número de deputados do PSOE, de 123 para 120.

As eleições de hoje foram convocadas em setembro pelo Rei de Espanha, depois de constatar que o primeiro-ministro socialista em funções, Pedro Sánchez, não conseguiu reunir os apoios suficientes para voltar a ser investido no lugar na sequência das eleições de abril.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório