Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Pai teve de escolher que filho iria salvar nos ataques do Sri Lanka

Os dois jovens acabaram por morrer.

Pai teve de escolher que filho iria salvar nos ataques do Sri Lanka

Matthew Linsey, um antigo investidor da banca de Nova Iorque, estava de férias no Sri Lanka quando o país foi alvo de um ataque terrorista que tirou a vida a mais de 200 pessoas.

O homem estava na companhia de dois filhos no hotel Shangri-La, quando um bombista de mochila às costas se fez explodir no refeitório de pequenos-almoços.

O norte-americano, de 61 anos, estava na companhia de Amelie e Daniel, de 15 e 19 anos, respetivamente, quando teve de optar qual deles iria salvar, após os dois terem ficado feridos na sequência da explosão.

"O meu filho parecia pior do que a minha filha, então tentei salvá-lo. As pessoas estavam aos gritos, estava escuro e não conseguia perceber como é que eles estavam. Tinha receio que outra explosão acontecesse", recorda Matthew, que sofreu ferimentos no rosto.

Assim, optou por carregar o filho para fora do edifício, acreditando que Amelie estaria melhor e acabaria por ser ajudada por alguém. Nada disso aconteceu e os dois jovens acabaram por não resistir aos ferimentos.

Matthew levou Daniel para uma ambulância onde foi sujeito a manobras de reanimação, mas sem sucesso. E, mais tarde, descobriu que também Amelie tinha morrido.  

O norte-americano recorda os filhos como sendo pessoas alegres que adoravam viajar, conta a Fox News.

Matthew Linsey, com o apoio da embaixada dos EUA, conseguiu regressar à sua casa no Reino Unido, onde vive com a  família, e já estará a recuperar junto da mulher e dos restantes filhos, enquanto esperam ainda para que os corpos de Daniel e Amelie sejam repatriados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório