Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 14º

Edição

Piloto andou quatro dias ferido pela selva até finalmente ser resgatado

As bolachas que tinha consigo alimentaram-no durante os quatro dias.

Piloto andou quatro dias ferido pela selva até finalmente ser resgatado
Notícias ao Minuto

23:35 - 08/11/18 por Pedro Filipe Pina 

Mundo Brasil

O brasileiro Maicon Semencio Esteves, de 27 anos, estava a pilotar um pequeno avião para fins agrícolas quando, numa altura em que voava a baixa altitude, se despenhou na selva brasileira.

O piloto esteve perdido durante quatro dias na selva, ferido e só com as poucas bolachas que tinha para se alimentar. Foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, que esta quinta-feira deu conta da história de sobrevivência de Maicon.

Foi no passado sábado que Maicon se despenhou. Pouco após a queda do avião, o aparelho começou a incendiar-se, obrigando Maicon a uma fuga apressada, que o deixou com queimaduras nos braços, mãos e face.

Com o telemóvel e o GPS, Maicon conseguiu ter noção de onde estava. Mas a linha reta que os aparelhos lhe indicavam como melhor caminho, já não era propriamente uma reta. Obrigado a contornar árvores em plena selva, ainda ferido e um pouco desorientado, acabou por se perder. 

O resgate de Maicon poderia ter começado já tarde demais. Felizmente, um agricultor apercebeu-se da queda do aparelho e contactou de imediato as autoridades. As buscas na selva, no entanto, não foram fáceis. Conta o portal G1 que os bombeiros que o salvaram tiveram as suas próprias provações:  picaram-se em urtigas e espinhos ao longo do percurso e ainda se viram perante um grupo agressivo de porcos-do-mato, embora sem males maiores.

Quando encontraram o piloto, este já estava cansado e sem condições de caminhar mais devido aos ferimentos que entretanto tinha nos pés. Tinha várias feridas abertas e insetos à sua volta que lhe 'castigavam' a pele. Apesar de tudo, acabou por ser encontrado com vida, consciente, com os bombeiros a terem de o transportar em difíceis condições durante 200 metros, até finalmente chegarem a uma zona plana, com espaço, para o poderem colocar devidamente na maca. 

Foi o susto de uma vida, mas Maicon está a recuperar de ferimentos no hospital, com uma história que bem poderia ser a de um filme de Hollywood.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório