Meteorologia

  • 19 DEZEMBRO 2018
Tempo
MIN 7º MÁX 9º

Edição

Empresário detido em caso de fraude de criptomoedas saiu em liberdade

Um empresário de Macau que tinha sido detido num caso de fraude de criptomoedas no valor total de 1,5 milhões de euros, saiu em liberdade na segunda-feira à noite, sob fiança, noticiou a Rádio Macau.

Empresário detido em caso de fraude de criptomoedas saiu em liberdade
Notícias ao Minuto

06:42 - 25/09/18 por Lusa

Mundo Macau

Frederico dos Santos Rosário, para além de ter de desembolsar 50 mil patacas (5,3 mil euros) de fiança, está ainda obrigado a apresentações semanais junto das autoridades do território.

Segundo a Polícia Judiciária (PJ), Frederico dos Santos Rosário é suspeito de fraude no esquema de criptomoedas.

De acordo com a Rádio Macau, no dia 01 de agosto o empresário apresentou queixa junto da PJ, afirmando ter sido lesado neste esquema.

Contudo, a PJ suspeita agora que o empresário é sócio de um investidor de Hong Kong e que, os dois, conseguiram mesmo captar investidores em Macau com a promessa de "um investimento de baixo risco com elevados lucros".

De acordo com os jornais locais, mais de 70 pessoas no território foram alegadamente lesadas ao comprarem este tipo de moedas. A conselheira das comunidades portuguesas Rita Santos, mãe de Frederico dos Santos Rosário, terá sido uma das burladas, segundo a própria.

As autoridades de Macau alertaram, no dia 7 de agosto, contra o uso das moedas virtuais, ilegais no território.

A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) alertou para o facto de a moeda virtual não ser "uma moeda legal nem um instrumento financeiro, pelo que os residentes em geral devem ter cuidado com eventuais fraudes que essa moeda virtual possa envolver", referiu aquela entidade, num comunicado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório