Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Produção de sal marinho no continente subiu 17,8% entre 2013 e 2019

A produção de sal marinho no continente aumentou 17,8%, entre 2013 e 2019, para 108.000 toneladas, numa área total de 1.112 hectares, segundo dados hoje divulgados pelo executivo.

Produção de sal marinho no continente subiu 17,8% entre 2013 e 2019
Notícias ao Minuto

15:11 - 04/06/21 por Lusa

Economia sal marinho

"Em 2019, a produção de sal marinho no continente foi de 108 mil toneladas numa área total de 1.112 hectares, o que se traduz num acréscimo de 16,2 toneladas de sal marinho produzido (+17,8%) e de 157 hectares (+16,4%) na respetiva área de produção relativamente a 2013", lê-se num diploma hoje publicado em Diário da República, que aprova a Estratégia Nacional para o Mar (ENM) 2021-2030, cujos dados resultam da monitorização das estratégias antecessoras.

Em 2018, a atividade dos portos, transportes e logística de Portugal fixou-se em 745 milhões de euros de volume acrescentado bruto (VAB) e 12.713 empregos no ano anterior.

Por sua vez, o volume de carga movimentada nos portos do continente ascendeu, em 2019, 86 milhões de toneladas, 1,6 milhões de contentores e 2,7 milhões de TEU (medida padrão utilizada para calcular o volume dos contentores), o que representou subidas respetivas de 9%, 18% e 24% face a 2013.

No mesmo ano, o turismo de cruzeiros somou 903 escalas em Portugal e 1.436.000 passageiros.

Por sua vez, a construção, manutenção e reparação de navios navais representaram 164 milhões de euros de VAB em 2018 e 4.883 empregos em 2017, enquanto as atividades fornecedoras de equipamento marítimo foram responsáveis por 217 milhões de euros de VAB e 6.955 empregos.

Já as infraestruturas e obras marítimas adicionaram 284 milhões de euros de VAB em 2018 e 6.455 empregos em Portugal em 2017.

Os serviços marítimos, por sua vez, contabilizaram, no mesmo período, 755 milhões de euros de VAB e 16.247 empregos.

O Governo publicou hoje a ENM 2021-2030, que "tem como propósito potenciar o contributo do mar para a economia do país, a prosperidade e bem-estar de todos os portugueses, dar resposta aos grandes desafios da década e reforçar a posição de visibilidade de Portugal no mundo enquanto nação eminentemente marítima".

Segundo o diploma, esta estratégia depara-se com uma "conjuntura desafiante" e procura contribuir para a "credibilidade de Portugal na comunidade internacional".

A proposta da ENM 2021-2030 esteve em discussão pública entre 28 de setembro e 16 de novembro de 2020.

Leia Também: Preços na produção industrial sobem 7,6% na zona euro e UE em abril

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório