Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2018
Tempo
32º
MIN 31º MÁX 33º

Edição

Primeiro Capítulo: O fervente verão que pôs 'Adão' e 'Eva' a nu

No início do mês de junho, Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, revelou os primeiros emails sobre um suposto esquema de corrupção na arbitragem, esquema esse que, alegadamente, favorecia o Benfica. Uma revelação que, cerca de quatro meses depois, resultou em buscas da Polícia Judiciária nas instalações do clube da Luz.

Primeiro Capítulo: O fervente verão que pôs 'Adão' e 'Eva' a nu
Notícias ao Minuto

08:49 - 08/11/17 por Andreia Brites Dias 

Desporto Caso dos emails

Junho de 2017 foi o terceiro mais quente da história, no que ao mês em que começa o verão diz respeito. E não só no campo da meteorologia. Sem pensar nas temperaturas altas, o mês de junho marcou ainda o início de um período conturbado no futebol português.

Desde então os adeptos do desporto-rei em Portugal têm vivido em estado de sobressalto. Dos relvados para os bastidores de televisão, o futebol transferiu-se e os protagonistas alteraram-se. A realidade é difícil de acompanhar, mesmo para quem está dentro dela e dela vive, mas a verdade está, ao que tudo indica, à distância de um email.

O FC Porto, por intermédio de Francisco J. Marques, diretor de comunicação e informação do clube, tem, até aqui, sido o protagonista central. Desde o início de junho, o antigo jornalista da Lusa tem denunciado um alegado esquema de corrupção na arbitragem portuguesa. O seu alvo? O Benfica. O tetracampeão em título que, segundo nos tem relatado, tem uma mão no sistema. Divulgando uma série de emails internos das águias, passados entre várias personalidades do futebol português, o clube da Luz tem alegadamente dirigido um esquema em seu auto-favorecimento.

Vários dos emails foram tornados públicos, principalmente os trocados entre Pedro Guerra e ex-árbitros ou ex-dirigentes da Liga Portugal. A certo ponto, também Luís Filipe Vieira surge nestas comunicações, com Bernardo Silva 'ao barulho', mas há outros nomes conhecidos a circular nas mensagens trocadas.

O Notícias ao Minuto começa esta quarta-feira a divulgar e a fazer ‘nexo’ de todo este processo. Para dar início aos trabalhos, convidamos os nossos leitores a acompanhar a evolução da 'novela caso dos emails' que, no mês de outubro, culminou numa investigação da Polícia Judiciária, no Estádio da Luz, mas também em casa de Luís Filipe Vieira.

Cronologia: 

- 6 de junho de 2017: Francisco J. Marques denunciou um alegado esquema de corrupção na arbitragem a favorecer o Benfica. No Universo Porto, programa do Porto Canal, o diretor de comunicação mostrou emails trocados, na temporada 2013/14, entre o ex-árbitro Adão Mendes e Pedro Guerra – diretor de conteúdos da BTV, à data. 

Email de Adão Mendes para Pedro Guerra (28/01/2014)

"Não temos de ser mãezinhas, temos de usar a inteligência a nosso favor. Confidencial: o [Manuel] Mota ganhou o processo. O primeiro-ministro é um grande homem e um grande líder, conheço as suas capacidades. O Benfica manda mesmo e os outros já não mexem nada. Dizem os grandes sábios dos painéis que algo está a mudar. Este espaço foi conquistado com muito trabalho do primeiro-ministro. Temos de rezar e cantar bem. Quanto às missas, temos bons padres para todos. Temos hoje árbitros que, não sendo internacionais, têm demonstrado excelentes prestações: Bruno Esteves, Manuel Mota, Jorge Ferreira, Nuno Almeida, Vasco Santos e Paulo Baptista, que está a fazer uma excelente época."

- 13 de junho de 2017: O diretor de comunicação do FC Porto faz mais revelações. Francisco J. Marques partilhou emails trocados entre Adão Mendes e Paulo Gonçalves e, posteriormente, entre Mário Figueiredo - à data presidente da Liga Portugal - e Luís Filipe Vieira.  

Troca de emails entre Adão Mendes e Paulo Gonçalves:

(23/09/2014) Adão Mendes: "Anexo três documentos que explicam o que preciso de si, peço-lhe que 'ponha a carne toda no assador', como eu a ponho todos os dias por nós. Aí o Adão Mendes não tem nada a ver com o Benfica? Depois disto ele de certeza que tem alguma coisa a ver com o futebol das águias".

Paulo Gonçalves: "Caro Adão Mendes, amanhã de manhã, tentarei pessoalmente explicar a razão que assiste ao árbitro e a incongruência da não aceitação do DVD conforme for apresentado, se depender de mim...".

(29/09/2014) Adão Mendes: "A Comissão de Análise e Recurso rejeitou novamente o recurso do Renato. Considera ter recurso para o Conselho de Justiça da Federação? Está em condições de assumir isso? As custas são da minha responsabilidade. Entretanto, enviei recurso para o presidente do Conselho de Arbitragem, Vítor Pereira, e para o plenário do Conselho de Arbitragem. O Vítor Pereira pode ser solução antes do recurso?"

Paulo Gonçalves: "Não posso patrocinar o recurso para o Conselho de Justiça. Dominando a regulamentação desportiva relacionada com a arbitragem, e próxima do CA [Conselho de Arbitragem], tem a doutora Isabel Cunha. Ela é próxima do Paulo Costa, o que não sei se para si é impedimento. Vou pensar melhor, fazer uns contactos e amanhã falamos."

(30/09/2014) Adão Mendes: "Meu caro, o Vítor Pereira já respondeu ao recurso do Renato e alegou que vai levar o caso ao plenário, era a altura de o…"

Paulo Gonçalves: "Vamos então…"

(9/10/2014) Adão Mendes: "Caro amigo, o nosso amigo Manuel Mota recorreu nota negativa ao jogo Marítimo-V. Guimarães ao ter marcado uma grande penalidade a favor do Guimarães que o observador da Madeira alega mal marcada. Vi imagens e, como outros, o Manuel Mota tem razão. Temos de lhe dar nota positiva. Ele e eu apelamos ao doutor. Sobre o Renato [filho de Adão Mendes], o Vítor Pereira nada disse até hoje. Já o puseram na jarra tal como o Manuel Mota. Abraço, não podemos dormir. Vem aí o esfolar do cabrito".

Paulo Gonçalves"Caro amigo, obrigado pela informação. Abraço forte."

Troca de emails entre Mário Figueiredo e Luís Filipe Vieira:

(02/04/2014) Mário Figueiredo: "Caro Luís, seguem em anexo as declarações feitas pelo António Salvador a seguir ao jogo com o Rio Ave. Ouve bem, por favor. Não fala em roubo nem faz acusações genéricas. Por favor, tem calma porque sempre estive e tenho estado do teu lado. Um abraço."

Luís Filipe Vieira: "Ainda me querem fazer de atrasado mental."

- 16 de junho de 2017: Tendo em conta as acusações por parte do clube azul e branco, o Benfica não demorou a responder à troca de emails e alegada corrupção junto dos árbitros. Luís Bernardo, diretor de comunicação dos encarnados, em declarações à BTV, falou em "cibercrime", apontando ainda à "aliança Sporting-FC Porto". 

Luís Bernardo: "Há aqui uma tentativa desesperada de desviar as atenções e há outra tentativa de condicionar todo o início de época. Cria um clima de grande instabilidade no futebol português. Torna-se urgente que a investigação a este caso seja feita de forma célere. A nível de ordem desportiva e a nível civil. O Benfica manifesta total abertura e mantém as portas abertas para facilitar o acesso a toda a informação. Tem como objetivo que seja uma investigação a fundo. O que nós queremos é que a verdade venha ao de cima."

- 21 de junho de 2017: Francisco J. Marques divulgou um email trocado entre Carlos Deus Pereira, na altura presidente da Assembleia Geral da Liga, e Pedro Guerra, dando conta de um alegado acesso às SMS de Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol. 

(16/02/2014): Email de Carlos Deus Pereira:

"Os ficheiros são de sms do Fernando Gomes. Chamo à atenção das mensagens enviadas ao Tiago Craveiro, em que declara eterno amor ao azul e branco."

- 23 de junho de 2017: O FC Porto reuniu toda a documentação relacionada com o Caso dos Emails e entregou as alegadas provas à Polícia Judiciária. 

Comunicado: "O FC Porto informa que, através do seu Diretor de Informação e Comunicação, satisfez o pedido da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária e entregou-lhe toda a documentação disponível em suportes originais do denominado dossiê e-mails de e para o SL Benfica."

- 22 de agosto de 2017: Divulgados emails trocados entre Nuno Cabral - com o alter ego Eva Mendes - (antigo delegado da Liga Portugal) e Paulo Gonçalves (assessor jurídico da SAD do Benfica) (19/02/2016), relativamente à nota do árbitro João Pinheiro. 

- 29 de agosto de 2017: FC Porto acusou o árbitro Bruno Paixão de estar alegadamente ligado ao Benfica através de Nuno Cabral - antigo delegado da Liga Portugal. (09/03/2014)

- 16 de setembro de 2017: Francisco J. Marques levantou um pouco o véu relativamente à origem dos emails, garantindo que não "roubou nada". O diretor de comunicação do FC Porto aceitou ainda o desafio de Rui Gomes da Silva e, no dia seguinte, divulgou um email na sua conta oficial de Twitter.  

- 19 de setembro de 2017: O dia em que foram divulgados emails com o nome de Bernardo Silva

Troca de emails entre Ana Figueiredo Godinho (Funcionária do Benfica), Paulo Gonçalves e Luís Filipe Vieira:

(5/01/2015): Ana Figueiredo Godinho: "Estou a receber pedidos para inscrições de atletas, mas não posso inscrever enquanto não houver a documentação sobre as irregularidades salariais e não se resolver o caso do Bernardo Silva."

Paulo Gonçalves para Luís Filipe Vieira: "Presidente, para podermos demonstrar que temos a situação regularizada, está pendente uma única situação, a de Bernardo Silva. O Benfica nada lhe deve, mas o pai reclama o pagamento do salário de julho. O contrato de empréstimo refere que o Mónaco é responsável pelos salários. Perante a recusa, não temos a alternativa a não ser processar e pagar o salário no valor ilíquido."

Resposta de Luís Filipe Vieira a Paulo Gonçalves: "Processa, este não volta a vestir a camisola do Benfica."

- 19 de outubro de 2017: Voltou à discussão a forma como o FC Porto teve acesso aos emails relacionados com o Benfica. Francisco J. Marques falou numa primeira abordagem através de email, que incluía a cartilha, no dia em que a PJ realizou buscas nas instalações do clube

- 31 de outubro de 2017: Francisco J. Marques divulgou mais um email. Desta vez, o diretor de comunicação do FC Porto partilhou um email enviado por João Gabriel - antigo diretor de comunicação do Benfica - a Luís Filipe Vieira, pouco antes de deixar o clube. 

Troca de email entre João Gabriel e Luís Filipe Vieira:

(24/06/2016): "Estive a pensar melhor e não quero falar com Domingos [Soares Oliveira] na segunda-feira. Se depois de tudo o que dei ao Benfica nos últimos oito anos, o Domingos e, principalmente o presidente, não vêem razões para um gesto mínimo de gratidão para comigo, é porque devo ser uma m**** e tudo o que fiz não foi suficiente para merecer reconhecimento por parte do clube e de si."

Não perca as restantes partes do especial Notícias ao Minuto:

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.