Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

O 'Cérebro do Polvo': Conheça todos os intervenientes no caso dos emails

O caso dos emails começou em junho, mas, até aqui, têm-se somado novas personagens. Chegou o momento de perceber como está configurado este mapa cerebral que comandava, alegadamente, o futebol do Benfica.

O 'Cérebro do Polvo': Conheça todos os intervenientes no caso dos emails
Notícias ao Minuto

08:59 - 08/11/17 por Andreia Brites Dias

Desporto Revista

O verão de 2015 trouxe várias mudanças no futebol português e a principal foi protagonizada por Jorge Jesus. O treinador português deixou o Benfica e mudou-se para o lado de lá da 2.ª Circular, para orientar o rival Sporting.

Rui Vitória - que tinha 'roubado' a Taça de Portugal às águias em 2013, ao leme do Vitória de Guimarães -, trocou a cidade Berço por Lisboa. O técnico chegou para orientar o, à data, bicampeão campeão nacional e teve um primeiro desafio especial. Dos grandes. A Supertaça, no Algarve, diante do seu antecessor, Jorge Jesus.

Em conferência de imprensa de antevisão à final, JJ garantiu que o Benfica de Rui Vitória não seria uma grande surpresa para o leão, até porque, dizia, as ideias de jogo seriam as mesmas da última temporada, só faltava uma coisa… o cérebro. Que se tinha mudado para Alvalade.

O Benfica não mudou nada, zero. Vou jogar contra uma equipa com ideias minhas. O cérebro daquilo já não está lá (...)", Jorge Jesus (Agosto, 2015)

Carlos Janela é, afinal, o cérebro do Benfica de que falava Jorge Jesus?

Este ano, o 'cérebro' voltou a ser tema recorrente do léxico de quem segue o futebol português. Desta vez, não para fazer referência ao treinador leonino ou às suas ideologias táticas.

No mês de abril, Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, acusou Carlos Janela, antigo dirigente de Sporting e Belenenses, mas também comentador do Benfica, de fazer chegar aos seus colegas uma 'cartilha'.

"Tenho aqui e posso mostrar. É o documento desta semana. Tem 33 páginas... Uma parte com 22 páginas e outra com 9 páginas. Quem envia isto para os comentadores do Benfica é o sr. Carlos Janela", disse o diretor de comunicação do FC Porto, ao Porto Canal, onde divulgou o documento.

Uma revelação que fez Carlos Janela ser apontado, algumas vezes, às luzes dos holofotes, sendo dado como o 'cérebro' do Benfica, por, alegadamente, orientar e organizar o discurso dos comentadores afetos ao clube. Janela negou ser ele o 'cérebro' de uma comunicação interligada entre os vários comentadores, apontando a Luís Filipe Vieira.

"Nem no Famalicão consegui ser cérebro. Só conheço um cérebro no Benfica, que é o presidente", afirmou Carlos Janela.

"Os rivais têm um grande avanço em termos de estrutura", Jorge Jesus (Março, 2017)

Jorge Jesus deixou o Benfica e garantiu que levou consigo o 'cérebro'. No entanto, nem tudo se mudou para o outro lado da 2.ª Circular... Desde a mudança para Alvalade, em 2015, que Jesus referiu, diversas vezes, a importância da estrutura montada pelos encarnados. 

Nesse sentido, o Notícias ao Minuto aproveitou essa mesma analogia para dar a conhecer os protagonistas do Caso dos Emails. Francisco J. Marques, no início de junho, divulgou uma primeira troca de emails e, até ao final do verão, outros vieram a ser divulgados, aumentando a lista de 'peças' de um possível 'puzzle cerebral'. 

Notícias ao Minuto'Puzzle cerebral'. © Notícias ao Minuto

Nuno Cabral surge como uma das peças centrais deste ‘puzzle cerebral’. Usando o alter ego 'Eva Mendes', o ex-delegado da Liga Portugal é acusado, por Francisco J. Marques, de ser a ligação principal entre o Benfica e os árbitros, nomeadamente João Pinheiro e Bruno Paixão, comunicando ainda com Mário Figueiredo –  presidente da Liga Portugal, à data da troca de emails.

A par com Nuno Cabral, Paulo Gonçalves também tem uma posição de destaque no 'caso'. O assessor jurídico do Benfica é um dos principais destinatários dos emails divulgados pelo diretor de comunicação do FC Porto. Um dos principais contactos de Paulo Gonçalves é Adão Mendes: o ex-árbitro surge com temas relacionados com as notas dos juízes em determinados jogos.

Carlos Deus Pereira, ex-presidente da Assembleia Geral da Liga Portugal surge num email trocado com  Pedro Guerra - à data diretor de conteúdos da BTV e atual comentador dos encarnados -, partilhando SMS's trocadas entre Fernando Gomes, atual presidente da Federação Portuguesa de Futebol, e Tiago Craveiro, Diretor Geral da FPF. 

No entanto, com o Caso dos Emails, surgem outros 'protagonistas' indiretamente associados. Luciano Gonçalves, presidente da APAF, faz um pedido de bilhetes ao Benfica para determinados jogos. Já Ferreira Nunes, antigo vice-presidente do conselho de arbitragem, com o alter ego 'Frank Vargas' é ligado a emails também por questões relacionadas com as notas dos árbitros. 

Nomes como Emídio Fidalgo - responsável pela nomeação dos delegados da Liga Portugal -, Andreia Couto - funcionária da Liga Portugal - e Sofia Ribeiro Branco - advogada -, aparecem após uma investigação da revista 'Sábado', sobre a alegada rede de influência do Benfica.

Não perca as restantes partes do especial Notícias ao Minuto:

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.