Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 16º

Edição

"Mourinho entra no balneário, aponta para mim e diz: 'Não te quero aqui'"

Antigo jogador do FC Porto recorda momentos caricatos quando foi orientado por José Mourinho.

"Mourinho entra no balneário, aponta para mim e diz: 'Não te quero aqui'"
Notícias ao Minuto

22:50 - 18/05/17 por Notícias Ao Minuto

Desporto Costinha

O final da época 2003/04 do FC Porto contou com um final feliz - os dragões conquistaram a Liga dos Campeões e a I Liga - mas pelo meio houve quem visse a estadia na cidade invicta comprometida. 

Costinha recordou o momento em que José Mourinho lhe apontou a porta... de saída. 

"Fiz anos a 1 de dezembro e convidei todos os jogadores do FC Porto para jantar, como era hábito. Isto numa 3ª ou 4ª feira e jogávamos com o Marítimo no domingo. No final do jantar disse aos meus colegas de equipa que ia beber um copo com amigos de infância que vinham de Lisboa. E assumi que ia, mas não convidei ninguém dos meus colegas. Não queria ser chamado à responsabilidade por algum deles ser apanhado na noite. No FC Porto sabia-se de tudo. Não valia a pena esconder-se. Acabámos por ir todos. No domingo acabámos por empatar com o Marítimo, a um ou dois golos", começou por contar, em entrevista ao Porto Canal, antes de prosseguir. 

"Passados uns dias, quando cheguei ao Olival vi logo o carro do presidente. Era porque alguma coisa estava mal. O Mourinho entra no balneário, e ele nunca entrava no balneário dos jogadores, começa a falar e aponta para mim. 'Tu és o responsável pelo empate no Marítimo. Levaste os jogadores para a noite no teu aniversário. Se não ganharmos o campeonato e a Liga dos Campeões a culpa é tua. Já disse ao presidente, em janeiro vais embora. Não te quero cá'. Aquilo foi tão duro que despi-me para não treinar. Mas depois lá acabei por treinar. E no relvado, durante o treino, falou-me como se nada fosse. 'Bem Costa, isso Costa, fecha do lado direito Costa'", recordou, para depois sublinhar que Mourinho sabia como mexer com os jogadores que tinham uma personalidade mais vincada. 

"Ele usava a personalidade dos jogadores mais fortes. Sabia que eu ia treinar bem, ia jogar bem apesar daquilo. Que podia dizer-me aquilo. Os outros ao verem o que me fez... Foi a mensagem que ele quis passar e usou alguém forte. Resultou e correu tudo bem", rematou. 

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório