Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Peça de teatro na Covilhã com atores maiores de 60 anos

Um grupo de 17 pessoas com idades entre os 60 e os 84 anos vão interpretar uma história ficcional de amor passada nas décadas de 1960 e 1970, na Covilhã, anunciou hoje a Quarta Parede - Associação de Artes Performativas.

Peça de teatro na Covilhã com atores maiores de 60 anos
Notícias ao Minuto

17:23 - 12/11/19 por Lusa

Cultura Teatro

Em comunicado enviado à agência Lusa, esta associação cultural sediada na Covilhã, distrito de Castelo Branco, especifica que a criação comunitária tem estreia marcada para sábado e que foi integralmente desenvolvida no âmbito do Laboratório de Artes Performativas Sénior, levado a cabo pela Quarta Parede, desde 2018.

Com o nome 'Cartografias II - O primeiro amor', o espetáculo tem como base um texto original escrito por um dos participantes, Fernando Paiva.

Em palco estarão os 17 novos artistas que vão dar vida a "uma história de amor ficcional alimentada pelo período de grandes conturbações políticas e sociais e pela cultura pop (música, cinema, literatura, bailes) que marcaram o país nos anos 60 e 70 do século XX.

"Com este espetáculo procuramos recuar até à época dos sonhos, da esperança, da inocência e dos sentimentos desmedidos (...), o que na época intensamente vivemos, misturado com um período de grandes conturbações políticas no nosso país", apontam os elementos do grupo.

Apesar de estar centrada numa época, a peça não se esgota no revivalismo, já que este recuo "não se quer feito apenas de nostalgia e saudosismos, mas sobretudo de celebração da vida e de esperança no futuro, inspirada nas conquistas do passado", tal como refere a sinopse.

"'CARTOGRAFIAS II - O primeiro amor' nunca poderá ser considerado como um objeto isolado, mas sempre como um processo contínuo de formação e criação artística em coletivo que se faz da síntese das disponibilidades, perseverança e vontades individuais e, também, de uma forte convicção na humanidade", acrescenta a informação.

A Quarta Parede destaca ainda que a peça surge no âmbito do Laboratório de Artes Performativas Sénior que, por seu turno, está integrado no Festival Y, num eixo dirigido à formação e envolvimento de públicos.

A primeira fase deste laboratório deu origem a um exercício performativo que teve como suporte dramatúrgico histórias de vida dos participantes e que foi apresentado em dezembro de 2018.

Seguiu-se a criação de um texto de natureza teatral que constituiu "um duplo desafio" de aliar a prática performativa ao exercício da memória e que permitiu chegar ao 'Cartografias II - O primeiro amor'.

A peça será apresentada no sábado, às 17:30, no auditório do Teatro das Beiras, e tem interpretação de Ana da Conceição Ribeiro, Amália Silva, António Marchão, Conceição Cipriano, Arminda Ramos, Dina Correia, Fernanda Lourenço, Fernando Paiva, Hemitério Guerreiro, Ilda Ribeiro, José Carvalho, Leontina Guerreiro, Maria Augusta Mineiro, Maria do Céu Marchão, Maria do Céu Moita, Maria do Céu Tavares, Maria Otília Silva.

Já a direção artística fica a cargo de Sílvia Pinto Ferreira o espaço cénico, adereços e imagem são de Joana Martinho Marques, enquanto o desenho e luz são de Carlos Arroja e a paisagem sonora é de Defski e inclui excertos da versão Kontakt da 'Samplephonics Deep Textures'.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório