Meteorologia

  • 28 JUNHO 2017
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Trump diz que está a ser vítima da "maior caça às bruxas da história"

O Presidente norte-americano diz que nunca pediu a James Comey para não investigar as relações entre a sua campanha e a Rússia.

Trump diz que está a ser vítima da "maior caça às bruxas da história"
Notícias ao Minuto

23:04 - 18/05/17 por Notícias Ao Minuto

Mundo EUA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou hoje que a decisão do Departamento de Justiça em nomear o ex-diretor do FBI Robert Mueller para investigar uma alegada interferência russa nas eleições presidenciais de 2016 é “uma caça às bruxas”.

Numa conferência de imprensa conjunta com o Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, Trump reiterou que “respeita a decisão”, garantindo que nunca teve qualquer relação com a Rússia.

“Tudo isto é uma caça às bruxas, não há nenhuma relação entre a minha campanha e os russos. Zero”, afirmou Trump. “A minha prioridade, acreditem, são os Estados Unidos da América”, acrescentou.

Esta não foi, contudo, a primeira vez que o Presidente norte-americano considerou que o que está em causa nesta investigação é uma conspiração contra si. Como tem sido habitual, Trump utilizou a rede social Twitter para demonstrar o que lhe vai na cabeça.

“Esta é a maior caça às bruxas a um político na história da América”, escreveu.

Umas horas depois, voltou à carga. Desta vez, os alvos foram Hillary Clinton e Barack Obama: “Com todos os atos ilegais que ocorreram na campanha de Clinton e na Administração Obama nunca foi criada uma comissão especial!”

Na conferência de imprensa com o Presidente colombiano, Trump negou ainda ter pedido a James Comey, demitido na semana passada do cargo de diretor do FBI, para desistir da investigação sobre as ligações entre a campanha de Trump e a Rússia.

Questionado pelos jornalistas sobre a possibilidade de ter pedido a Comey para não investigar o ex-conselheiro de Segurança Nacional Michael Flynn, o Presidente norte-americano limitou-se a responder “não, não, próxima pergunta”.

Campo obrigatório