Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
18º
MIN 8º MÁX 19º

Artigo de Cavaco "muito importante", há "falta de autoridade" de Costa

O líder parlamentar do PSD, Joaquim Miranda Sarmento, considerou hoje que o artigo do ex-presidente da República Cavaco Silva, publicado no jornal Público, é "muito importante", convergindo na crítica de que o primeiro-ministro tem mostrado "falta de autoridade".

Artigo de Cavaco "muito importante", há "falta de autoridade" de Costa
Notícias ao Minuto

13:14 - 30/09/22 por Lusa

Política Miranda Sarmento

Em declarações aos jornalistas na Assembleia da República, Miranda Sarmento reagiu ao artigo de Aníbal Cavaco Silva, hoje publicado no jornal Público, em que o ex-presidente da República acusa o Governo de "imobilismo", de estar "desorientado" e de não ter "vontade reformista".

Na leitura do líder parlamentar do PSD, o artigo em questão "é muito importante para que o país possa refletir sobre ele" e "lança alertas sobre a condução da governação e sobre o futuro do país".

Distinguindo os dois eixos, Miranda Sarmento começou por destacar que, no que se refere ao futuro do país, Cavaco Silva aponta "a falta de reformas estruturais que impedem que o país cresça do ponto de vista económico e que possa recuperar posições que, entretanto, se vieram afundando, quase caminhando para o último lugar do ponto de vista da tabela dos 27".

"O professor Cavaco Silva volta a fazer um alerta que é preciso que o Governo tome reformas estruturais para aumentar a competitividade e a produtividade da economia portuguesa", frisou.

Quanto à condução da governação, o líder parlamentar social-democrata realçou que Cavaco Silva "lança alertas de que é preciso que o Governo se coordene, que o Governo assuma um rumo e que o Governo, de facto, inicie uma governação sem casos, sem descoordenação e com uma orientação política bem definida".

Questionado se, à semelhança de Cavaco Silva, o PSD também considera que o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, devia ter sido demitido, Miranda Sarmento sublinhou que o ex-chefe de Estado "enumerou um conjunto de exemplos para mostrar aquilo que tem sido a falta de autoridade e a falta de orientação do primeiro-ministro".

"A condução do Governo e a condução da política pertence ao senhor primeiro-ministro. E, portanto, os casos vão surgindo, mas quem está a faltar na autoridade e quem está a faltar no rumo e na coordenação é o senhor primeiro-ministro", acusou.

Interrogado se, dada a periodicidade das intervenções públicas de Cavaco Silva, o ex-chefe de Estado não está a "tirar espaço à oposição", Miranda Sarmento respondeu: "Pelo contrário".

"A experiência extraordinária que o professor Cavaco Silva tem, quer do ponto de vista académico, quer do ponto de vista político -- foi ministro das Finanças, primeiro-ministro durante dez anos e Presidente da República --, são uma voz do país para nos alertar dos problemas estruturais que o país tem", defendeu.

Miranda Sarmento reiterou que o artigo de Cavaco Silva alerta também para "a má governação" que o país tem tido "nos últimos sete anos e, em particular, nestes últimos seis meses, em que se esperaria que um Governo de maioria absoluta tivesse outro rumo e outra coordenação que, infelizmente, não está a ter".

Nestas declarações aos jornalistas, Miranda Sarmento foi ainda questionado sobre a taxa de inflação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) que, segundo dados hoje divulgados pelo INE, terá aumentado para 9,3% em setembro, face aos 8,9% em agosto.

No entender do líder parlamentar social-democrata, os dados mostram que o país continua a ter um "problema grave de inflação, para o qual o PSD vem alertando desde o início do ano, e muito antes até do início da guerra na Ucrânia".

"É importante que o Governo use os instrumentos que tem para apoiar, por um lado, as famílias de menores rendimentos, mas também a classe média, porque as famílias estão, como eu tenho dito, sob uma dupla tenaz: por um lado, a inflação com o aumento dos preços dos bens e serviços; por outro lado, (...) a subida das taxas de juro e a subida das prestações dos créditos à habitação", referiu.

TA // ACL

Lusa/Fim

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório