Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 14º

Edição

"Este Governo ofende a inteligência dos portugueses"

Sempre muito crítica, Teresa Morais acusa o Executivo de “enganar” os portugueses no que à polémica que envolve Tancos diz respeito.

"Este Governo ofende a inteligência dos portugueses"
Notícias ao Minuto

10:35 - 11/10/18 por Patrícia Martins Carvalho 

Política Teresa Morais

A encenação criada em torno da devolução das armas roubadas em Tancos e que já levou à constituição de oito arguidos, incluindo altas patentes do Exército, foi um dos temas abordados no debate quinzenal que teve lugar na quarta-feira, no Parlamento.

No rescaldo da discussão parlamentar, Teresa Morais acusa o Executivo de querer “enganar” os portugueses.

“Sabe-se agora que o ex-chefe de gabinete do Ministro da Defesa recebeu mesmo um documento sobre a ‘recuperação’ do material furtado! Mas veja-se lá que, não só não vislumbrou relevância no documento, como não o deu a conhecer ao Ministro. E portanto ninguém sabia de nada: nem o Ministro, nem o primeiro-ministro”, escreve a deputada social-democrata na sua página de Facebook.

Nesta senda, a antiga ministra da Cultura questiona: “Mas quem é que esta gente acha que engana?”, para concluir que “este Governo não tem um pingo de vergonha e ofende a inteligência dos portugueses”.

Recorde-se que a recuperação do material roubado em Tancos tem dado que falar. O major Vasco Brazão, que coordenava a investigação ao caso Tancos na Polícia Judiciária Militar (PJM), disse em tribunal ter informado, juntamente com o então diretor da PJM (Luís Vieira), o chefe de gabinete do ministro da Defesa (tenente-general Martins Pereira) sobre a encenação criada.

Mais. O major garantiu que o chefe de gabinete, o tenente-general Martins Pereira, telefonou a Azeredo Lopes a dar-lhe conta do sucedido.

O ministro negou que tivesse tido conhecimento, mas ontem a dúvida voltou a pairar depois de o próprio tenente-general Martins Pereira ter confirmado a reunião com Vasco Brazão e Luís Vieira e ter admitido ter recebido documentos dos dois oficiais.

Por perceber está ainda se Azeredo Lopes teve ou não conhecimento da encenação denunciada no final do ano passado, algo que o major Vasco Brazão garante que sim.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório