Meteorologia

  • 23 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Biblioteca Nacional formaliza doação de obra gráfica de José de Guimarães

A Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), em Lisboa, recebe hoje uma cerimónia de doação da obra gráfica de José de Guimarães entre 2000 e a atualidade, à qual assiste o ministro da Cultura.

Biblioteca Nacional formaliza doação de obra gráfica de José de Guimarães
Notícias ao Minuto

06:50 - 14/11/17 por Lusa

País Cultura

O ministro Luís Filipe Castro Mendes, pelas 18:30, marca presença na cerimónia de doação à BNP, da segunda parte (1999-2017) da obra gráfica do artista plástico José de Guimarães, de 77 anos.

José de Guimarães nasceu em Guimarães, no Minho, em 1939 e desde 1995 que reparte a sua vida entre Lisboa e Paris.

Entre finais dos anos 1970 e o ano 2000, José de Guimarães "fez progressivamente entrega à BNP de um exemplar da sua produção de obra gráfica, doação essa que passou a integrar as coleções de iconografia da Instituição, e que ficou assinalada, nesse mesmo ano, por uma exposição com catálogo publicado", assinala a instituição, que é atualmente dirigida pro Inês Cordeiro.

"Por iniciativa e vontade do artista, esse património da BNP é agora completado com as obras produzidas desde o ano 2000 até à atualidade. No conjunto total, a coleção doada ascende a 346 obras, produzidas ao longo de mais de 50 anos", segundo a mesma fonte.

Além de Luís Filipe Castro Mendes, a cerimónia conta com a presença da catedrática de História de Arte Raquel Henriques da Silva e, segundo a BNP, "esta segunda doação traduz o reconhecimento da BNP pelo gesto do artista, ao mesmo tempo que sublinha a relevância da vasta obra de José de Guimarães no panorama da arte contemporânea e a importância da sua integração num acervo público de grande amplitude cultural como é o da Biblioteca Nacional".

O trabalho de José de Guimarães, além de estar presente no espaço público, está "representado nas mais relevantes coleções institucionais em Portugal e um pouco por todo o mundo, com especial incidência no Japão e Alemanha, propõe cruzamentos com a arte de civilizações não ocidentais - africana, chinesa e meso-americana -- uma busca incessante de relações não-verbais, a que não é estranho o labor de colecionador a que se vem dedicando há várias décadas", refere a BNP.

Também hoje está prevista a presença do ministro da Cultura no encerramento do colóquio "O Ensino da Literatura", na Academia das Ciências de Lisboa, que se trata de uma homenagem aos catedráticos de Literatura Andrée Crabbé Rocha (1917-2003), António José Saraiva (1917-1993) e Óscar Lopes (1917-2013).

João Malaca Casteleiro, Paulo Borges, Maria Alzira Seixo e Artur Anselmo são alguns dos investigadores que participam no colóquio.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório