GNR muda-se para Assento. Populares dizem ter ouvido tiros

Suspeito, crê-se, estará a pé.

© DR
País Autoridades

De acordo com a SIC, os militares da GNR que estão à procura do suspeito dos crimes de Aguiar da Beira estão agora na aldeia de Assento, em Vila Real, à procura de Pedro João Dias.

PUB

As autoridades, que estavam na localidade de Carro Queimado, mudaram a sua localização depois de um popular ter dado a indicação de ter visto um homem vestido de vermelho na aldeia, dirigindo-se para uma zona florestal.

Falando à Lusa, a pessoa da aldeia que deu o alerta às autoridades e que se escusou a ser identificada, afirmou ter visto o fugitivo a "saltar um monte de telhas", por volta das 11h30, no mesmo local onde já tinha sido avistado às 8h30 por outra pessoa.

Vários elementos da GNR e Polícia Judiciária estiveram no local e alguns acabaram por desmobilizar, encontrando-se outros a bater o terreno na zona do Capitão com um caminho agrícola que vai dar à localidade de Constantim.

As duas testemunhas garantem ter ouvido um estrondo, que associam a um tiro, quando as autoridades já se encontravam no local.

O suspeito, crê-se, estará a pé. 

 

Segundo a estação de Carnaxide, haverá carros patrulha da GNR a percorrer uma zona de terreno agrícola junto à aldeia e à A24.

Recorde-se que a GNR tem hoje quatro valências na região de Vila Real com o objetivo de localizar o suspeito do duplo homicídio de Aguiar da Beira.

No terreno estarão elementos da componente territorial e de trânsito e ainda militares da unidade de intervenção e da investigação criminal.

O indivíduo está a monte há oito dias depois de ter assassinado duas pessoas, um GNR e um civil, em Aguiar da Beira.

Desde domingo que os relatos indicam que se encontram na zona de Vila Real.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS