Meteorologia

  • 26 NOVEMBRO 2020
Tempo
MIN 8º MÁX 15º

Edição

Confinar? Com este "crescimento, vejo com dificuldade outra alternativa"

Portugal ultrapassou, esta segunda-feira, a 'barreira' dos 100 mil casos confirmados do novo coronavírus.

Confinar? Com este "crescimento, vejo com dificuldade outra alternativa"

Quatro mil casos da Covid-19 por dia em Portugal nas próximas semanas? "É bem possível". O alerta é de Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, que chamou ainda a atenção, na antena da TVI24, para as eventuais "implicações" que isso possa acarretar.

"Acho que é bem possível. Depende de tudo o que fizermos para evitar que isso aconteça, mas é bem possível", reiterou o especialista.

Ricardo Mexia recordou ainda que "temos assistido, praticamente, numa semana, a uma duplicação em relação aos mil para estes cerca de dois mil [casos]" e, considerou, "é perfeitamente possível que possa evoluir nesse sentido negativo e com todas as implicações que isso acarreta", como um comprometimento da resposta do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Já sobre um eventual novo confinamento da população, o presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública advoga que "teria sido possível evitá-lo se nos tivéssemos preparado e implementado medidas para evitar o se está passar agora". "Se continuarmos neste crescimento, sinceramente, vejo com dificuldade que se encontre outra alternativa", frisa.

Para Ricardo Mexia temos, assim, de encontrar uma forma de "interromper as cadeias de transmissão, sendo mais cirúrgicos e mais diretos aos problemas". 

Na já habitual conferência de imprensa relativa à evolução da pandemia, esta segunda-feira, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales assegurou que o SNS está preparado para a "sobrecarga" desta segunda vaga e defendeu ainda que se está a "todo o custo evitar confinar" porque "não podemos ficar fechados todo o Inverno".

Recorde-se que Portugal ultrapassou, esta segunda-feira, a 'barreira' dos 100 mil casos confirmados do novo coronavírus. O país registou, nas últimas 24 horas, mais 1.949 infetados e 17 óbitos relacionados com a Covid-19. Desde que a pandemia chegou ao país, as autoridades contabilizaram 101.860 casos da doença e 2.198 vítimas mortais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório