Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

Controlo de temperatura e supervisão dos adeptos no Portugal-Espanha

Estádio de Alvalade terá ocupação máxima de 5% da sua capacidade, ou seja, 2.500 adeptos.

Controlo de temperatura e supervisão dos adeptos no Portugal-Espanha

Esta quarta-feira, Portugal e Espanha defrontam-se em Alvalade, em Lisboa, com público. As seleções entram em campo a partir das 19h45, num estádio com ocupação máxima de 5% da sua capacidade, ou seja, 2.500 adeptos. Devido à pandemia, serão medidas as temperaturas à entrada, com a PSP a deixar um apelo: se sentir algum sintoma, "não se desloque ao estádio".

Na antena da RTP3, o Superintendente Domingos Antunes do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, explicou como vão proceder aos controlos na partida desta noite. "Aquilo que vai exigir da parte da PSP é, naturalmente, uma adaptação a todo este cenário de contingência. Nós temos essa experiência ao nível do policiamento desportivo e este será mais um desafio", afirmou, destacando uma "novidade": "Em reuniões preparatórias com o organizador, a Federação Portuguesa de Futebol, definimos que teria de ser com triagem de adeptos e com alguma antecedência"

Assim, e "em primeiro lugar", "vai ocorrer o controlo de temperatura". "Só acedem ao interior [do estádio] aqueles que não tenham temperaturas acima da média", explicou o Superintendente, apelando a que as pessoas, se sentirem algum sintoma, "não se desloquem ao estádio". 

Em segundo lugar, "há um controlo de bilhética, que é eletrónico, e, portanto não se devem deslocar adeptos para junto do estádio, uma vez que não há venda de bilhetes". Já no interior, existirá "encaminhamento e a definição de cada lugar, sendo certo que as autoridades e os organizadores estarão muito atentos e a supervisionar essa localização dos adeptos".

Os bares do estádio estarão encerrados e, deste modo, "as pessoas devem-se manter nos seus lugares". O Superintendente pediu ainda, na antena da estação pública, que os adeptos "não façam os festejos", mantendo o distanciamento social. 

Domingos Antunes pediu também que "as pessoas vão para o estádio com a antecedência devida". "Há uma distribuição pelo estádio e pelas portas, os bilhetes já estão programados, e, portanto, o que vai acontecer é que vai haver um número reduzido de adeptos em cada porta", que leva a que seja possível "uma triagem". 

Para evitar ajuntamentos, a PSP "vai fazer diversos postos de controlo e só acedem passando por cada um", o controlo de temperatura e a exibição do bilhete eletrónico.

Uma vez que se trata de um encontro amigável entre seleções, o Superintendente destacou não existirem "grupos organizados de adeptos". "Temos a certeza que as pessoas que se vão deslocar sabem perfeitamente quais são os seus constrangimentos para assistirem a este jogo".

[Última atualização às 11h35]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório