Meteorologia

  • 20 ABRIL 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 15º

Edição

PJ de Macau desmantela rede que lucrou 35,1 milhões com prostituição

As autoridades de Macau detiveram 13 membros de um grupo suspeito de lenocínio e associação criminosa que a Polícia Judiciária (PJ) acredita ter obtido, desde 2017, 313 milhões de dólares de Hong Kong (35,1 milhões de euros).

PJ de Macau desmantela rede que lucrou 35,1 milhões com prostituição
Notícias ao Minuto

08:47 - 19/03/19 por Lusa

Mundo China

A operação ocorreu a 16 de março em 13 diferentes locais de Macau, incluindo uma sauna na ilha da Taipa, onde foram encontradas prostitutas escondidas em câmaras secretas, o que acontecia sempre que os vigilantes fizessem soar um alarme à aproximação da polícia, pode ler-se no comunicado da PJ.

Na operação foram levadas 151 pessoas para as instalações da Polícia Judiciária, para colaborarem com a investigação, entre estas mais de meia centena de prostitutas oriundas da China continental, sudoeste asiático e Europa do leste.

O grupo (nove residentes, dois chineses continentais e dois vietnamitas) operava em Macau desde 2014.

Os lucros de 313 milhões de dólares de Hong Kong resultaram de 95 mil transações. Cada transação variou entre os 2.588 e os 4.488 dólares de Hong Kong, com a prostituta a receber menos de mil, segundo a PJ.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório