Meteorologia

  • 26 MAIO 2019
Tempo
25º
MIN 20º MÁX 29º

Edição

ANAC interdita espaço aéreo português ao Boeing 737 Max 8

Vários países e o regulador europeu já tinham anunciado a proibição de circulação do modelo da Boeing nos seus espaços aéreos. Agora foi a vez de Portugal.

ANAC interdita espaço aéreo português ao Boeing 737 Max 8
Notícias ao Minuto

18:06 - 12/03/19 por Fábio Nunes 

País Aviação

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) anunciou, esta tarde de terça-feira, que vai "interditar o espaço aéreo nacional e sob jurisdição portuguesa a todos os voos operados por aeronaves Boeing 737 – 800 Max e 737 – 900 Max, por qualquer transportadora aérea que pretenda aterrar, descolar ou sobrevoar". 

Mais. Será também interditado "o espaço aéreo oceânico sob jurisdição portuguesa a todos os voos operados por aeronaves Boeing 737 – 800 Max e 737 – 900 Max, por qualquer transportadora aérea que pretenda aterrar ou descolar, sendo o sobrevoo condicionado à aceitação expressa dos prestadores de serviços de navegação aérea dos espaços adjacentes, desde que não seja colocada em risco a segurança de pessoas e bens à superfície".

No comunicado enviado às redações, e publicado no site da ANAC, pode ler-se ainda que esta interdição "entra em vigor às 16h00 do dia 12 de março de 2019", ou seja, entrou em vigor esta tarde, e "permanecerá válida até reavaliação das condições que a motivaram".

Uma medida que, sublinha a ANAC, "já tinha sido anunciada por diversos países e pelo próprio regulador europeu, a Agência Europeia para a Segurança Aérea". 

"Tendo como principal preocupação a segurança da aviação civil, e uma vez que, até ao presente momento, se desconhecem as razões técnicas que terão estado na origem dos referidos acidentes", a ANAC justifica a sua decisão com o facto de pretender "garantir a segurança (...), bem como salvaguardar as condições operacionais, de navegação aérea e dos passageiros até ao esclarecimento cabal das circunstâncias que originaram os acidentes com aquele modelo de aeronave".

Esta decisão surge depois da queda de um avião deste modelo neste domingo na Etiópia. O segundo acidente com as aeronaves 737 Max 8 da Boeing no espaço de cinco meses. Em outubro um avião da Lion Air caiu na Indonésia, pouco depois da ter descolado do aeroporto, tal como sucedeu com o avião da Ethiopian Airlines.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório