Meteorologia

  • 25 MARçO 2019
Tempo
25º
MIN 24º MÁX 25º

Edição

Acidente nas minas de Aljustrel. Um trabalhador morreu

Um dos trabalhadores não resistiu aos ferimentos, tendo o óbito sido declarado no local do acidente. A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) já anuniciou que abriu um inquérito para apurar as causas do acidente.

Acidente nas minas de Aljustrel. Um trabalhador morreu

Duas pessoas ficaram soterradas, na manhã desta segunda-feira, na sequência da queda de uma carrinha 'pick up' - e não uma máquina industrial como foi inicialmente avançado pelas autoridades - para o interior da mina de Aljustrel.

O Comando Distrital de Operações de Socorro de Beja disse ao Notícias ao Minuto a existência de dois feridos, sem precisar porém a gravidade dos mesmos.

Contudo, a TVI24 avança com a informação de que um dos soterrados acabou mesmo por morrer, uma informação que o Notícias ao Minuto conseguiu entretanto confirmar junto de um trabalhador da referida mina.

Entretanto, fonte da GNR confirmou oficialmente essa informação à agência Lusa, dando conta de que o óbito foi declarado no local do acidente às 13h02. Referiu a mesma fonte que o trabalhador que ficou ferido foi transportado, de ambulância, em estado "estável" para as urgências do hospital de Beja.

Fonte do INEM explicou, inicialmente, ao Notícias ao Minuto que uma das vítimas, um homem de 35 anos, tinha uma fratura nos membros inferiores, enquanto a outra, de cerca de 40 anos, encontrava-se em paragem cardiorrespiratória e não resistiu.

Certo é que as duas vítimas são trabalhadores da mina e foram arrastadas para o interior de um fosso com cerca de 40 metros quando uma "máquina industrial" caiu.

Para o local foram acionados 23 operacionais com oito viaturas e um helicóptero do INEM.

ACT abre inquérito para investigar causas do acidente

O diretor da Unidade Local do Litoral e Baixo Alentejo da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), Carlos Graça, indicou à agência Lusa que, após ter sido recebida a informação, uma equipa de inspetores da ACT deslocou-se para o local para proceder a averiguações do acidente.

Carlos Graça explicou que o inquérito para desenvolver as averiguações foi aberto de imediato. "Quando há acidentes com vítimas mortais, a ocorrência fica em segredo de justiça e não podemos adiantar mais nada", acrescentou o responsável da ACT.

Vítimas eram trabalhadores de manutenção mecânica

As duas vítimas do acidente de hoje nas minas de Aljustrel, um morto e um ferido, trabalhavam na manutenção mecânica, a cargo de um empreiteiro, e circulavam na altura numa viatura ligeira, indicou a concessionária do complexo mineiro.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Almina - Minas do Alentejo explicou que se trata de dois trabalhadores da empresa EPDM - Empresa de Perfuração e Desenvolvimento Mineiro, da área da manutenção mecânica, que circulavam numa viatura ligeira na Mina de Feitais em Aljustrel, no distrito de Beja.

Segundo esclareceu fonte da Almina à Lusa, a viatura envolvida no acidente é uma carrinha 'pick up', em que seguiam ambos os trabalhadores, e não uma máquina industrial, como foi inicialmente divulgado pela GNR e bombeiros.

Saliente-se que, em comunicados distintos, quer a Almina, quer a EPDM - Empresa de Perfuração e Desenvolvimento Mineiro adiantaram ter aberto inquéritos de investigação para determinar as causas do acidente.

[Notícia atualizada às 17h01]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório