Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2017
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Negociações "difíceis" entre líderes dos EUA e Canadá sobre acordo NAFTA

O Presidente norte-americano Donald Trump recebeu hoje o primeiro-ministro canadiano Justin Trudeau para evocar as "difíceis negociações" em curso sobre o acordo de livre comércio norte-americano (NAFTA), e prolongando a dúvida sobre o futuro desta iniciativa.

Negociações "difíceis" entre líderes dos EUA e Canadá sobre acordo NAFTA
Notícias ao Minuto

21:17 - 11/10/17 por Lusa

Mundo Encontro

Este encontro, o segundo na Casa Branca entre os dois vizinhos, coincidiu com o reinício das negociações sobre este documento, assinado em 1994 pelos EUA, Canadá e México. A reunião ocorreu num clima de tensões exacerbadas entre os Estados Unidos e o Canadá sobre o dossiê dos aviões do grupo canadiano Bombardier.

"Devemos proteger os nossos trabalhadores", sublinhou Trump ao acolher Trudeau no Gabinete oval, acrescentando: "Veremos a possibilidade de fazer as alterações de que necessitamos (...) Veremos o que vai acontecer".

Ao recordar as "boas relações pessoais" com o jovem dirigente canadiano, Trump admitiu ainda que um acordo permanece uma das possíveis hipóteses.

"Será necessário que seja equilibrado para os dois países", reforçou o Presidente norte-americano, que prometeu no decurso da campanha presidencial "aumentar" o emprego nos Estados Unidos através da renegociação do tratado.

A visita de Trudeau surge num momento em que a administração norte-americana pretende impor direitos compensatórios e direitos 'anti-dumping' sobre as importações dos CSeries da companhia de aviação canadiana, considerando que esta empresa beneficiou de substanciais subvenções do Governo canadiano e que foram vendidos abaixo do seu preço de fabrico.

Por sua vez, o dirigente canadiano ameaçou suspender a compra de 18 aviões de combate Super Hornet da Boeing, caso os EUA persistam em penalizar a Bombardier.

Os Estados Unidos absorvem três quartos das exportações canadianas. No entanto, as relações comerciais agravaram-se após a investidura de Trump em janeiro, que desencadeou uma campanha contra o acordo NAFTA, definido como "o pior acordo comercial" existente.

A renegociação do acordo iniciou-se em meados de agosto e já ocorreram três importantes reuniões, mas sem avanços significativos.

Robert Lighthizer, o representante que conduz as negociações pelos Estados Unidos, indicou hoje que a nova sessão na próxima terça-feira será concluída com uma conferência de imprensa tripartida.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório