Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2017
Tempo
27º
MIN 25º MÁX 28º

Edição

Cabo Verde envia mensagens de condolências a Portugal

A Presidência da República e o Governo cabo-verdianos enviaram hoje mensagens de condolências formais a Portugal na sequência do incêndio em Pedrógão Grande, depois de primeiras reações do chefe de Estado e do primeiro-ministro nas redes sociais.

Cabo Verde envia mensagens de condolências a Portugal
Notícias ao Minuto

20:58 - 19/06/17 por Lusa

Mundo Pedrógão Grande

Na mensagem de condolências enviada ao homólogo e "amigo" Marcelo Rebelo de Sousa, o chefe de Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, manifesta "em nome próprio e de todos os cabo-verdianos profunda consternação e solidariedade à Nação Portuguesa, neste momento de grande dor e tristeza".

"Peço que transmita as minhas mais profundas condolências e toda a minha solidariedade às famílias das vítimas e ao povo irmão de Portugal, pela tragédia de Pedrógão Grande que nos tem todos entristecidos em Cabo Verde", acrescentou.

Por seu lado, o Governo afirma que "foi com profunda tristeza", que "recebeu a notícia do trágico incêndio ocorrido no município de Pedrógão Grande, que causou um elevado número de vítimas mortais e feridos".

"Fazemos chegar as nossas condolências e a nossa mais sentida solidariedade aos familiares das vítimas e ao povo português", acrescenta a mensagem, que deseja "muita força e perseverança às "forças no terreno, que em circunstâncias difíceis continuam a combater este incêndio"

"Nesta hora difícil, enviamos um abraço amigo do povo cabo-verdiano", conclui a mensagem.

Além da Presidência da República e do Governo, também os dois partidos da oposição PAICV e UCID e a Fundação do ex-primeiro-ministro José Maria Neves tinham já endereçado, através das redes sociais, mensagens de pesar a Portugal.

A embaixada de Portugal em Cabo Verde abriu hoje um livro de condolências, que estará disponível para assinaturas até terça-feira.

O fogo, que deflagrou às 13:43 de sábado, em Escalos Fundeiros, concelho de Pedrógão Grande, alastrou depois aos concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria, e entrou também no distrito de Castelo Branco, pelo concelho da Sertã.

O último balanço dá conta de 64 mortos e 135 feridos. Há ainda dezenas de deslocados, estando por calcular o número de casas e viaturas destruídas.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório