Grupo G7 + Amigos do Golfo da Guiné reúne-se hoje

O grupo do G7 + Amigos do Golfo da Guiné reúne-se hoje na cidade da Praia para fazer o ponto de situação da segurança na sub-região, com enfoque na segurança marítima e na liberdade de navegação.

© DR
Mundo Cidade da Praia

A reunião, que decorre durante todo o dia, será aberta pelo ministro da Defesa e dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, e encerrada pelo ministro da Defesa de Portugal, Azeredo Lopes, que visita Cabo Verde.

PUB

"Vamos partilhar informações sobre a segurança marítima, a pirataria e todo o tipo de criminalidade que acontece nesta região desde a América do Sul, passando pela região de Cabo Verde até à Europa", disse Luís Filipe Tavares, antecipando a reunião.

"Vamos ter oportunidade de partilhar um conjunto de informações e definir estratégias. Cabo Verde acolhe a reunião e quer ser um país útil pela forma de trabalhar e na procura de fazer uma ponte entre as partes", acrescentou.

A reunião do grupo, que é presidido por Portugal, junta na cidade da Praia técnicos de alto nível dos países membros para fazer o ponto de situação sobre a segurança na sub-região africana.

Luís Filipe Tavares destacou a "cooperação intensa" entre vários países, nomeadamente Espanha, França, Portugal, Brasil e os Estados Unidos, na vigilância marítima na região, sustentando que é necessário continuar a trabalhar para que haja mais ações conjuntas de vigilância.

O Grupo do G7 + Amigos do Golfo da Guiné visa a cooperação para assegurar a estabilidade, a segurança marítima e a liberdade de navegação nesta sub-região africana, assolada pela pirataria marítima.

O grupo do G7 + Amigos do Golfo da Guiné é composto pela Alemanha, Canadá, Estados Unidos, Itália, Japão, Reino Unido, França, Bélgica, Brasil (observador), Coreia do Sul, Dinamarca, Espanha, Noruega, Países Baixos, Portugal, Suíça, União Europeia, escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime e Interpol.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS