Abalo sísmico em mina na Polónia faz três mortos e há cinco desaparecidos

Um abalo sísmico forte ocorreu na noite de terça-feira numa grande mina de cobre na Polónia, provocando três mortos, anunciou o grupo proprietário da mina KGHM.

© Reuters
Mundo Mina Rudna

Foram recuperados três corpos a 1.100 metros de profundidade, indicou o diretor da mina Rudna, Pawel Markowski, de acordo com a agência France Press.

PUB

As equipas de salvamento aperceberam-se de uma quarta vítima debaixo de um grande bloco rochoso, mas não estavam até momento em condições de se aproximar para verificar se a mesma está viva.

O abalo, cujo epicentro se situou a uma profundidade de 1.500 metros, ocorreu na mina Rudna em Polkowice na Baixa Silésia (sudoeste), uma das maiores minas de cobre do mundo.

A magnitude foi estimada em 4,4 na escala de Richter pelo Instituto Geológico dos Estados Unidos, e de 4 pelo Instituto de Geofísica da Academia Polaca das Ciências.

A direção da mina estimou que a energia libertada pelo abalo foi de oito pontos numa escala de dez, utilizada pela indústria mineira.

A mina conta com 11 poços, com profundidades de cerca de um quilómetro. A extração anual situa-se em torno de 12 milhões de toneladas de minério e a empresa emprega 4.400 pessoas.

A primeira-ministra polaca, Beata Szydlo, desmarcou o conselho de ministros previsto para hoje de manhã, para se deslocar a Polkowice e reunir-se com os mineiros de Rudna.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS