Meteorologia

  • 07 MARçO 2021
Tempo
18º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

Tribunal decidiu: Primeiro-ministro tailandês pode permanecer no poder

O Tribunal Constitucional da Tailândia decidiu hoje que o primeiro-ministro, Prayut Chan-O-Cha, cuja renúncia é pedida por dezenas de milhares de manifestantes, pode permanecer no poder, rejeitando uma queixa sobre um possível conflito de interesses.

Tribunal decidiu: Primeiro-ministro tailandês pode permanecer no poder

A sua situação "mantêm-se inalterada", disse o tribunal.

O chefe de governo foi acusado pela oposição de ter continuado a viver "ilegalmente" na residência do comandante-chefe do exército após ter deixado este cargo na sequência do golpe de Estado de 2014.

Banguecoque tem sido palco de manifestações para exigir uma mudança de regime, quando circulam rumores de um possível golpe de Estado.

Os manifestantes exigem a renúncia do primeiro-ministro, o general Prayut Chan-O-Cha, uma revisão da Constituição (considerada muito favorável ao exército), bem como uma reforma do estatuto da realeza.

Prayut, que chegou ao poder através de um golpe de Estado em 2014, descartou esta semana a possibilidade de ser destituído do poder ou a possibilidade de imposição da lei marcial.

Desde que a Tailândia se tornou uma democracia, em 1932, cerca de 10 golpes de Estado ocorreram no país, correndo agora rumores de que um novo golpe possa acontecer.

Os manifestantes exigem a reforma do sistema e mais responsabilidade por parte dos membros da família real.

No passado, a legislação foi usada no país como arma utilizada para vinganças políticas tendo sido afastada nos últimos três anos depois dos pedidos do rei Maha Vajiralongkorn junto do Governo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório