Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 19º

Edição

Trump analisa perdões preventivos para os três filhos, genro e advogado

A possibilidade já foi discutida com os seus conselheiros. O presidente já terá falado com Giuliani sobre a hipótese de conceder-lhe um perdão.

Trump analisa perdões preventivos para os três filhos, genro e advogado

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, analisou com os conselheiros a possibilidade de conceder perdões para os seus três filhos mais velhos – Donald Trump Jr., Eric Trump e Ivanka Trump – para o genro e conselheiro, Jared Kushner, e para o seu advogado pessoal, Rudolph Giuliani, adianta o The New York Times. O jornal cita fontes que indicam que Trump até já terá falado na semana passada com Giuliani sobre a hipótese de conceder-lhe um perdão.

Trump receia que o Departamento de Justiça da administração Biden procure vingar-se e defina como alvos os seus filhos e o genro Jared Kushner.

Donald Trump Jr. foi investigado pela equipa do então procurador especial, Robert Mueller, devido aos contactos que manteve com russos, que lhe ofereceram informações prejudiciais sobre Hillary Clinton durante a campanha para as eleições de 2016. No entanto, nunca chegou a ser acusado.

Jared Kushner deu informações falsas a autoridades federais sobre os contactos que manteve com cidadãos estrangeiros para conseguir a sua autorização de segurança. Mas acabou por receber essa autorização de Donald Trump.

A preocupação do presidente relativamente a uma possível exposição criminosa de Ivanka e de Eric Trump não é clara, de acordo com o The New York Times. Embora, uma investigação liderada pelo procurador de Manhattan à Trump Organization se tenha expandido para deduções fiscais de milhões de dólares em honorários de consultoria por parte da empresa, alguns dos quais parecem ter sido dirigidos para Ivanka Trump.

Rudolph Giuliani também foi investigado este verão por procuradores de Manhattan devido aos seus negócios na Ucrânia e pelo papel que teve no afastamento da embaixadora norte-americana na Ucrânia, Marie Yovanovitch. O afastamento de Yovanovitch em circunstâncias pouco claras esteve no seio do processo de ‘impeachment’ de que Trump foi alvo.

O advogado de Trump comentou a publicação deste artigo do Times no Twitter. “Nunca tive a conversa que eles atribuem falsamente a uma fonte anónima. É difícil mantermo-nos a par com todas as mentiras deles”, escreveu.

Mesmo que se confirme a possibilidade de Trump conceder perdões aos seus filhos mais velhos, a Kushner e Giuliani no tempo que lhe resta na Casa Branca, estes perdões presidenciais não oferecem proteção relativamente a crimes locais e estatais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório