Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2021
Tempo
MIN 4º MÁX 15º

Edição

AO MINUTO: Segundo ministro infetado; Portugal com mais 82 mortos

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Segundo ministro infetado; Portugal com mais 82 mortos

Com o mês de dezembro a chegar, começa a tornar-se cada vais mais perceptível que o Natal deste ano não será igual ao que estamos habituados. Há países já a apertar as medidas de restrição, como é caso da Alemanha, apesar de se prever o alívio de algumas delas nos dias do Natal.

Por cá, o recado já foi deixado por Marta Temido. "Neste momento estamos ainda a lutar para chegar o melhor possível aos primeiros dias de dezembro (...) mas há uma coisa que é já muito clara: não vamos poder ter um Natal igual ao dos anos anteriores. Por muito que a situação epidemiológica melhore", disse a ministra da Saúde, perante os dados desta quarta-feira, que indicam que houve mais 71 mortos e 5.290 casos em Portugal.

E se muitos aguardam com expetativa o início do próximo ano, e pela chegada de uma vacina contra a Covid-19, esta noite a AstraZeneca e a Universidade de Oxford  deram um passo atrás no seu estudo, admitindo  que houve um erro de fabrico que está a levantar questões sobre os resultados preliminares e a eficácia da sua vacina experimental contra a Covid-19. Depois de terem descrito a vacina como "altamente eficaz", sabe-se agora que o grupo de voluntários que recebeu uma dose menor parecia estar muito mais protegido do que os voluntários que receberam duas doses completas.

Pode acompanhar nestes mapas interativos a evolução da pandemia em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo:

15h00 - Este registo termina aqui. Mas pode continuar a acompanhar-nos neste novo registo.

14h40 - O Governo francês disse hoje que os indicadores da pandemia da doença covid-19 no país estão a melhorar "em todos os níveis", avisando, no entanto, que seria "prematuro" neste momento avançar para um desconfinamento e recomenda prudência.

14h35 - Portugal com mais 82 mortos e 6.383 novos casos. Em termos acumulados, o país soma 4.209 vítimas mortais e 280.394 infetados.

14h28 - Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais 165 casos positivos do novo coronavírus, que elevam o total para 15.467, mantendo-se com 128 óbitos, anunciaram as autoridades de saúde.

13h13 - Ministro do Planeamento está infetado. A informação está a ser avançada pela TVI24. Nelson de Souza é o segundo membro do Governo a enfrentar a Covid-19, depois de em meados de outubro o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, ter sido obrigado a ficar em isolamento por ter testado positivo.

13h04 - Tolerância de ponto não abrange todos os funcionários públicos. As tolerâncias de ponto de 30 de novembro e 7 de dezembro não são aplicáveis aos trabalhadores de serviços essenciais, tais como profissionais de saúde, segundo um despacho hoje publicado em Diário da República.

13h00Mais de 1,42 milhões de mortos no mundo desde início da pandemia. O balanço acaba de ser revelado pela agência France-Presse (AFP) com base em fontes oficiais. Os países que registaram mais mortes no último dia foram, e de acordo com os respetivos balanços, os Estados Unidos da América (EUA) com 2.439 óbitos, o México (858) e Itália (722).

Os Estados Unidos continuam a ser o país mais afetado, tanto em número de mortos como de casos, com um total de 262.283 mortes entre 12.778.254 casos recenseados, segundo o balanço da universidade norte-americana Johns Hopkins. Aos EUA segue-se o Brasil com 170.769 mortos em 6.166.606 casos, a Índia com 135.223 mortos (9.266.705 casos), o México com 103.597 mortos (1.070.487 casos) e o Reino Unido com 56.533 mortos (1.557.007 casos).

Ainda entre os países mais afetados, a Bélgica é o que conta com mais mortos em relação à sua população, com 138 óbitos por cada 100.000 habitantes, seguido pelo Peru (108), Espanha (94) e Itália (86).

12h34 - O Lar Monsenhor Júlio Martins, em Ligares, Freixo de Espada à Cinta, distrito de Bragança, registou hoje a morte de duas idosas e tem 38 casos de infeção por SARS-CoV-2, entre utentes e funcionários.

12h25 - O ministro da Saúde espanhol afirmou, hje, que não acredita que a testagem em massa da população seja a solução para o Natal, em época de pandemia. Salvador Illa defendeu que a medida mais importante é o sentido de responsabilidade de cada um, escreve o El País.

12h15 - A presidência portuguesa da União Europeia quer combinar a "resposta imediata" à crise pandémica com uma "visão de longo prazo" que permita construir uma Europa "capaz de se adaptar" e de responder "às expetativas dos cidadãos". A "primeira prioridade" do programa da presidência é a resiliência da Europa, frisou, explicitando que ela consiste na "capacidade de adaptação, de lidar com pressões externas, assegurando uma resposta que englobe as expetativas dos cidadãos" nas "circunstâncias extraordinárias" que a pandemia de covid-19 criou.

12h00 - Nunca é demais recordar: Use a máscara! 

11h54 - O mundo tem que "iniciar desde já um diálogo global" para definir se será necessário um certificado de vacinação para viajar, defendeu hoje o diretor do Africa CDC"O que seria extremamente perigoso é que as pessoas começassem por se vacinar e depois impusessem condições sobre quem pode vir ou ir seja onde for", alertou John Nkengasong.

11h52 - Os Centros de Atividades de Tempos Livres (ATL) vão ter mesmo que suspender as suas atividades nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro. infromação foi confirmada pelo Ministério da Solidariedade e Segurança Social ao JN. "Considera-se que os Centros de Atividades de Tempos Livres se encontram numa situação análoga aos estabelecimentos e equipamentos previstos no n.º 4 do artigo 22.º do Decreto 9/2020, que regula a suspensão das atividades letivas e não letivas nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro, ficando assim as suas atividades suspensas nesses dias", pode ler-se no esclarecimento.

11h40 - As medidas excecionais e temporárias no âmbito da pandemia da covid-19 aplicáveis aos programas operacionais no setor das frutas e produtos hortícolas e respetiva assistência financeira foram publicados em Diário da República. O Governo reconhece que os produtores de frutas e produtos hortícolas foram confrontados com dificuldades excecionais, nomeadamente no que diz respeito à escassez de mão-de-obra e a problemas logísticos, tanto no fornecimento de fatores de produção, como na distribuição dos produtos alimentares, provocando importantes perturbações financeiras no setor.

11h28 - Durante oito meses, a família Aragonez cumpriu à risca todas as restrições impostas pela pandemia da Covid-19. Depois de todo esse tempo, decidiu quebrar apenas uma das regras, para celebrar um aniversário, e o resultado não se fez esperar. Hoje, contam o erro que cometeram - e que resultou em 15 casos de Covid-19 na família, para que sirva de exemplo para outros.

11h12 - Em entrevista ao programa Hora da Verdade, da Renascença, a ministra da Saúde reforçou que a "situação é muito grave" no país, motivo pelo qual é preciso "conter cadeias de transmissão". Marta Temido garantiu, que "o número de camas de cuidados intensivos de que dispomos no SNS tem alguma capacidade de ajustamento" e que estas têm vindo a aumentar ao longo dos meses, mas que issopdoepôr em causa a atividade assistencial noutras áreas.

"Nós, neste momento, estamos já numa situação que posso dizer que é complexa, grave e que exige uma gestão diária de grande esforço pelas unidades de saúde e de grande articulação entre as unidades de saúde", disse.

11h07 - Mais de metade das empresas respondentes reportou um impacto negativo ou muito negativo na evolução presente do volume de negócios associado à redução das encomendas/clientes (59%) e às novas medidas de contenção (56%), segundo o INE"85% das empresas deverão manter os postos de trabalho até ao final de 2020, enquanto 10% das empresas têm planos para a sua redução", pode ler-se no documento do INE

10h49 - A Casa Real da Suécia emitiu um comunicado esta quinta-feira, onde informa que o príncipe Carlos Felipe e a mulher, a princesa Sofia, testaram positivo para o novo coronavírus. O palácio confirmou que os dois se encontram bem "tendo em conta as circunstâncias", e que estão em confinamento.

10h45 - A Universidade de Aveiro (UA) ultrapassou a barreira dos 300 contágios pelo novo coronavírus, depois de nos últimos dois dias terem sido registadas mais 22 infeções por SARS-CoV-2, informou hoje fonte académica.

10h43 - A 'task-force' criada pelo Governo para coordenar todo o plano de vacinação contra a covid-19, desde a estratégia de vacinação à operação logística de armazenamento, distribuição e administração das vacinas, tem um mês para definir todo o processo. Segundo o despacho publicado hoje em Diário da República, assinado pelos ministros da Defesa Nacional, Administração Interna e Saúde, esta task-force tem um mandato de seis meses, renovável em função do progresso da operacionalização da vacinação contra a covid-19.

10h32 - África registou 332 mortes devido à covid-19 nas últimas 24 horas, alcançando um total de 50.628 vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus, que já infetou 2.106.931 pessoas, mais 14.652 casos, segundo dados oficiais.

09h40 - O filho de Maradona está a lutar contra a Covid-19 e não vai poder ir ao funeral do pai. Diego Armando Maradona Junior  luta há 20 dias contra o vírus mortal sendo que o seu estado se agravou nos últimos dias, tornando-se necessário interna-lo no hospital Cotugno, em Nápoles.

09h20 - O Notícias ao Minuto esteve à conversa com Luís, um jovem de 26 anos, que será um dos poucos casos de reinfeção por Covid-19 em Portugal e no Mundo. Em entrevista afirma que o seu maior medo é ser infetado uma terceira vez. Conheça a sua história aqui.

08h59 - A Rússia regista, esta quinta-feira, um novo valor máximo de infeções em 24 horas. Foram 25.487 as pessoas que testaram positivo à doença no último dia. Assim, o numero total de infetados, desde o início da pandemia, é de  2.187.990. O número de mortos, em 24 horas, foi de 524.

08h00 - Dois estudos da Deco/Proteste sobre idosos em lares alertam para o tempo de espera por vagas, o valor incomportável e a deterioração da qualidade de vida e saúde destes durante a pandemia. A Deco/Proteste apela assim "à revisão do modelo estrutural das instituições", considerando que "a pandemia expôs de forma inquestionável as debilidades dos atuais modelos e a desproteção a que está votada uma parte vulnerável e crescente da população portuguesa".

07h40 - A Índia registou 481 mortos e 44.376 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde indiano.

07h20 - A Alemanha regista, esta quinta-feira, mais 22.268 casos de Covid-19 e 389 mortes. Com estes valores, o país germânico contabiliza agora 983.588 infetados desde o início da pandemia e 15.160 mortes.

07h17 - Um relatório do Centro de Controlo e de Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos da América (EUA) dá conta de que o país apenas contabilizou um oitavo do total de infeções em todo o território norte-americano.CDC estima que no final de setembro houvesse mais de 53 milhões de norte-americanos infetados com o SARS-CoV-2. Este número é oito vezes maior do que aquele que as autoridades sanitárias tinham contabilizado naquela altura.

07h15 - O subsídio de risco no combate à pandemia de Covid-19 que o Orçamento do Estado para 2021 centrava nos trabalhadores da saúde vai abranger os outros trabalhadores dos serviços essenciais, segundo uma proposta do PCP aprovada no Parlamento. O valor do subsídio extraordinário corresponderá, no caso destes profissionais, a um acréscimo de 10% da retribuição base relativamente aos dias em que prestem efetivamente funções ou atividade, tendo em conta a exposição ao risco de contágio com Covid-19 no exercício das funções

07h13 - O México registou 858 mortos devido à covid-19 e 10.335 infetados com a doença, nas últimas 24 horas, disseram as autoridades.

07h10 - O presidente eleito dos EUA, o democrata Joe Biden, discursou quarta-feira, em tom presidencial, pedindo aos seus compatriotas que aumentem os cuidados no feriado de hoje para evitar a propagação da pandemia. "Olhem para a nossa história. Podem ver que tem havido circunstâncias mais difíceis em que se forjou a alma da nossa nação. Agora estamos de novo a enfrentar um inverno prolongado e duro", disse.

07h07 - Os Estados Unidos registaram 2.439 mortes causadas pela covid-19 e 196.748 infetados, nas últimas 24 horas, indicou a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

07h05 - A Alemanha vai endurecer as medidas de restrição a partir de 1 de dezembro até ao início de janeiro para conter a propagação do novo coronavírus, embora durante o Natal vá reduzir algumas delas. "Devemos continuar a trabalhar para reduzir o número de casos e por isso temos que apertar as medidas", explicou Angela Merkel, referindo, ainda, que "a situação não permite a supressão de restrições" à vida social e à atividade económica.

07h02 - A Comissão de Saúde da China anunciou hoje ter identificado 21 casos de covid-19, nas últimas 24 horas, incluindo nove locais, detetados na região da Mongólia Interior, no norte do país.

07h00 - A Colômbia contabilizou na quarta-feira mais 8.497 infeções pelo novo coronavírus, número que aumenta para 1.270.991 o número de infetados pelo SARS-CoV-2 desde o início da pandemia, dá conta o Ministério da Saúde colombiano. A Colômbia também contou mais 183 óbitos,.

06h57 - Bom dia! Damos início ao acompanhamento AO MINUTO das novidades sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo. Mas se quiser recordar os acontecimento do dia anterior, pode fazê-lo aqui.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório