Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

AO MINUTO: Estratégia de imunidade de grupo? É "falácia perigosa"

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo. AO MINUTO: Confinamento total? É medida "extrema" com efeitos "terríveis"

AO MINUTO: Estratégia de imunidade de grupo? É "falácia perigosa"

O primeiro-ministro António Costa anunciou, esta quarta-feira, medidas mais rigorosas para combater a evolução do novo coronavírus em Portugal. Entre outras restrições, a partir da 00h00 de quinta-feira, passa a vigorar o Estado de Calamidade em todo o território nacional.

O anúncio das novas medidas surge no dia em que foram registados 2.072 novos casos e sete mortes em 24 horas. Este é o maior número diário de contágios desde o início da pandemia em Portugal. No total, o país contabiliza 2.117 óbitos e 91.193 casos confirmados de Covid-19. 

O primeiro-ministro reconheceu o "cansaço" que hoje existe, mas alertou para a importância de vencê-lo "pela determinação que temos de ter para ganhar esta maratona, que é longa, e que só terminará quando houver um tratamento eficaz ou uma vacina suficientemente difundida".

O Governo apresenta hoje o Plano de Recuperação e Resiliência (que pode acompanhar em direto aqui). Recorde-se que Portugal receberá 15,3 mil milhões de euros em subvenções (a fundo perdido), incluindo 13,2 mil milhões de euros, até 2023. 

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no resto do Mundo:

00h10 - Este registou chegou ao fim, mas será retomado um novo na manhã de quinta-feira. Mantenha-se em segurança e caso tenha sintomas, contacte as linhas da Saúde 24.

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

23h58 - Pelo menos 97 infetados em lar no concelho de Beja. Pelo menos 97 pessoas de um lar no concelho de Beja, entre utentes e funcionários, estão infetadas com o novo coronavírus, disse hoje à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal, Paulo Arsénio.

23h55 - Lei propõe multas até 500 euros para falhas no uso de máscara e app. O Governo entregou hoje, no parlamento, a lei que torna obrigatório o uso de máscara na rua e a "utilização StayAway covid em contexto laboral ou equiparado, escolar e académico", sob pena de multa até 500 euros.

23h52 - Investigadores alertam para perigo de estratégia de imunidade de grupo. Um grupo de 80 investigadores alertou hoje, em carta aberta divulgada pela revista científica The Lancet, que as abordagens de imunidade de grupo para gerir a pandemia de Covid-19 são "uma falácia perigosa", sem suporte científico.

"É fundamental agir decisivamente e com urgência. Medidas eficazes para suprimir e controlar a transmissão precisam de ser amplamente adotadas e devem ser apoiadas por programas financeiros e sociais que incentivem respostas da comunidade e abordem as desigualdades que foram ampliadas pela pandemia", defendem os peritos.

23h46 - Brasil com mais de 27 mil novos casos. O Ministério da Saúde do Brasil divulgou esta quarta-feira o boletim epidemiológico mais recente, que deu conta de 27.235 novos casos de coronavírus em 24 horas, uma subida para mais do dobro dos 10.220 registados no dia anterior. Desde ontem foram notificadas mais 749 mortes. 

O Brasil soma nesta altura um número acumulado de 5.140.863 casos positivos e perfaz um total de 151.747 óbitos.

23h15 - Voltar a confinar? Questionada sobre se em algum momento pode voltar a ser considerado um confinamento geral, Mariana Vieira da Silva vincou que "temos de afastar do nosso horizonte a possibilidade de fazer um confinamento geral". 

"Sabemos hoje mais sobre a doença do que se sabíamos em março. Aquilo que devemos procurar é focar cada vez mais nas medidas e procurar evitar medidas generalizadas que provocam danos na economia e na vida das pessoas", acrescentou, sublinhando que "um confinamento geral seria muito danoso".

23h00 - A ministra de Estado e da Presidência foi a convidada de hoje da Grande Entrevista, na RTP. Questionada sobre se existiu um desleixo por parte dos portugueses, vincou que "não considera que desleixo seja a palavra certa". "O que acontece é que com o tempo a passar há um certo relaxamento porque vivemos com isto há uns meses, o medo vai baixando", disse Mariana Vieira da Silva, alertando contudo que é momento de continuar a cumprir as medidas.

22h43 - Quem infringir o recolher obrigatório em França incorre numa multa de 135 euros, disse hoje o presidente Emmanuel Macron, através de uma publicação no Twitter. O presidente francês anunciou esta quarta-feira que o recolher obrigatório vai ser aplicado a nove regiões francesas a partir de sábado e pode vir a durar até seis semanas. Macron considerou que o recolher obrigatório é "pertinente", mas que um novo confinamento seria "desproporcional".

22h30 - Angela Merkel incentivou os jovens a cumprirem a sua parte para travar a propagação do novo coronavírus após festas privadas terem sido apontadas como a causa de surtos localizados em cidades alemãs.

"Devemos pedir, especialmente aos jovens, que abdiquem de algumas festas agora para terem uma boa vida amanhã ou no dia seguinte", disse, durante uma conferência de imprensa.

22h15 - "Colaboração com privado existe. Mas por que é que nos estão a empurrar?". Questionada sobre a carta aberta subscrita pelos bastonários que se manifestam preocupados com o Serviço Nacional de Saúde (SNS), Marta Temido afirmou, em entrevista à TVI, no Jornal das 8, que a colaboração com os hospitais privados e com o setor social, que defendem os subscritores da missiva, existe. "Existe" e é "efetiva", disse, dando como exemplo a área dos meios complementares de terapêutica e diagnóstico para a SARS-CoV-2. "É claríssima [a coordenação]. Metade dos testes", lembrou.

22h09 - "Continuo a ter muitas dúvidas se houve contágios dentro da Seleção". No final do encontro entre Portugal e Suécia, em duelo relativo à Liga das Nações, Fernando Santos voltou a comentar a ausência de Cristiano Ronaldo - que está infetado com novo coronavírus - e disse continuar a "ter muitas dúvidas se houve contágios dentro da Seleção, porque os jogadores seguiram todas as normas".

21h53 - Bolsonaro diz que pandemia foi "superdimensionada". O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, classificou hoje de "superdimensionada" a pandemia de Covid-19, que já matou quase 151 mil pessoas no Brasil e infetou mais de cinco milhões no país sul-americano.

"Se nós, e parte do empresariado, tivéssemos embarcado na onda do 'fique em casa, que a questão da economia vemos depois', com toda a certeza estaríamos numa situação bastante complicada no momento", acrescentou o mandatário, que desde o inicio da pandemia se mostrou um dos chefes de Estado mais céticos em todo o mundo em relação à gravidade da Covid-19.

21h40 - Filho mais novo de Donald Trump também testou positivo ao novo coronavírus. Melania Trump disse, esta quarta-feira, que após um primeiro teste negativo, Barron Trump testou positivo ao novo coronavírus. Recorde-se que a primeira-dama e o presidente norte-americano anunciaram que estavam infetados há cerca de duas semanas.

"Felizmente, ele é um rapaz forte e não apresentou sintomas. De certa forma, fiquei feliz por termos passado os três por isto ao mesmo tempo. Desde então ele testou negativo", pode ler-se num comunicado publicado no site da Casa Branca.

21h33 - Angola reportou mais 166 infeções e cinco mortes nas últimas 24 horas. O secretário de Estado angolano para a Saúde Pública, Franco Mufinda, anunciou hoje mais 166 casos de Covid-19, doença que provocou mais cinco mortes no país desde terça-feira.

21h26 - Proteção Civil prepara espaços de retaguarda para negativos e positivos. A Comissão Distrital de Proteção Civil do Porto, em articulação com a tutela, vai preparar "se possível já no fim de semana" dois espaços no distrito para acolher, separadamente, casos positivos e negativos Covid-19, revelou hoje o presidente.

21h23 - Pelo menos 30 elementos da Marinha infetados. Pelo menos 30 elementos da Marinha Portuguesa estão infetados com novo coronavírus, cinco dos quais nas Instalações Navais de Alcântara, em Lisboa, disse hoje à agência Lusa a porta-voz deste ramo das Forças Armadas.

21h15 - Confinamento total? É medida "extrema" com efeitos "terríveis". A ministra da Saúde admitiu hoje que o cenário de um novo confinamento total é algo que todos os governos tudo farão para evitar. "Hoje todos sabemos que é uma medida extrema que tem efeitos secundários terríveis para os mais desfavorecidos", disse, em entrevista à TVI, no Jornal das 8. Consulte aqui os temas abordados pela governante.

21h11 - StayAway Covid obrigatória levanta "graves questões de privacidade". A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) considera que tornar o uso da aplicação 'StayAway Covid'  obrigatória "suscita graves questões relativas à privacidade dos cidadãos" e aguarda pela oportunidade de se pronunciar no Parlamento.

21h08 - Presidente do Vitória SC infetado com Covid-19. O site oficial do clube vimaranense informa ainda que o dirigente vai agora cumprir o respetivo isolamento profilático.

20h54 - Surto no Hospital da Prelada com 11 colaboradores e 5 doentes infetados. O Hospital da Prelada, no Porto, revelou hoje em comunicado a existência de um surto de Covid-19 na instituição, envolvendo 11 colaboradores do Serviço de Medicina Física e Reabilitação e cinco doentes, todos assintomáticos.

20h20 - App StayWay Covid. O BE considerou hoje que seria inaceitável, num Estado de direito, obrigar a utilização de uma aplicação de telemóvel como a stayaway covid, opondo-se a uma proposta do Governo que comprometa a privacidade dos cidadãos.

20h10 - "O grande desafio do momento" é evitar "riscos desnecessários". O Presidente da República apelou hoje a que todos os cidadãos sejam responsáveis no cumprimento das regras sanitárias e destacou que "se houver uma parte que não queira fazer" será "um todo que sofrerá".

20h00- Sete utentes e dois funcionários de lar em Alvaiázere infetadosA Câmara Municipal de Alvaiázere anunciou hoje que existem 11 pessoas infetadas no concelho, resultado de dois focos de infeção por SARS-CoV-2 num lar, onde há nove casos, e num agrupamento de escolas, onde se registaram outros dois.

19h29 - Serviços secretos britânicos procuram proteger os projetos de vacinas. Os serviços secretos britânicos estão atualmente a tentar proteger da interferência estrangeira os projetos de vacinas desenvolvidos no Reino Unido contra a Covid-19, admitiu hoje o novo chefe do MI5, Ken McCallum.

19h27 - É preciso plano de gestão e liderança em hospitais, dizem administradores. O presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares, Alexandre Lourenço, defendeu hoje que na luta contra a Covid-19 é urgente um plano operacional de gestão, "coordenação no terreno" e um papel de liderança do Ministério da Saúde.

19h05 - França volta a declarar estado de emergência sanitária. Medida foi aprovada esta quarta-feira, em Conselho de Ministros, e entra em vigor a partir da 00h00 do dia 17 de outubro.

"Tendo em conta a sua propagação em território nacional, a Covid-19 constituí um desastre sanitário que coloca em perigo, pela sua natureza e gravidade, a saúde da população", pode ler-se no relatório do Conselho de Ministros, citado pelo Le Monde.

Em entrevista à televisão francesa, esta quarta-feira, o presidente Emmanuel Macron anunciou que o recolher obrigatório vai ser aplicado a nove regiões francesas a partir de sábado e pode vir a durar até seis semanas.

18h35 - Comissária Elisa Ferreira em quarentena após contacto com caso positivo. A comissária portuguesa, Elisa Ferreira, anunciou hoje, através da rede social Twitter, que entrou em quarentena após um membro da sua equipa ter testado positivo ao Covid-19.

18h20 - Novas restrições nas Astúrias, que regressa à fase 2. O presidente do principado das Astúrias, Adrián Barbón, anunciou esta quarta-feira novas restrições para conter a evolução da pandemia do novo coronavírus, sublinhando que não vai esperar que se chegue aos 200 casos por cada 100 mil habitantes para tomar novas medidas, reporta o El País. 

Entre outras restrições, os ajuntamentos ficam limitados a seis pessoas e estão proibidos eventos sociais

18h17 - Intoxicação com gel hidroalcoólico em Espanha aumenta em crianças. O Instituto de Toxicologia e Ciências Forenses espanhol detetou um aumento de 900 por cento em intoxicações acidentais com gel hidroalcoólico em crianças durante a pandemia.

18h06 - Vacinas contra o novo coronavírus podem não ser recomendadas para crianças numa fase inicial. O Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) norte-americano disse, esta quarta-feira, que as vacinas contra a Covid-19 podem não ser recomendadas para as crianças numa fase inicial, reporta a Reuters.

Até agora, as crianças - que raramente apresentam sintomas graves da doença - ainda não foram testadas para qualquer vacina experimental.

18h04 - Doenças do foro mental vão aumentar nos próximos tempos. O presidente do Lisbon Institute of Global Mental Health, José Miguel Caldas de Almeida, alertou hoje que a prevalência de doenças mentais vai agravar-se face à possibilidade de a pandemia provocar dificuldades financeiras com a perda de empregos.

17h58 - Tempo de quarentena não foi alterado" diz ministra. A ministra da Saúde, Marta Temido, esclareceu hoje que o período de isolamento profilático para pessoas infetadas com o novo coronavírus não foi alterado, mas sim o critério da alta clínica.

"O que foi alterado foi o critério da alta clínica", ou seja, o critério para que um doente que foi confirmado com a doença Covid-19 possa ter alta clínica, aí é que houve, em linha com a evidência científica, uma alteração, frisou.

17h37 - Linha SNS24 volta a poder prescrever testes. A ministra da Saúde disse hoje que no início da próxima semana a Linha SNS24 vai voltar, tal como já aconteceu no passado, a poder prescrever testes laboratoriais para a SARS-CoV-2.

17h35 - Unidades de cuidados continuados já receberam mais de 11 mil doentes.Perto de 11 mil doentes que estavam internados nos hospitais públicos foram colocados em unidades de cuidados continuados e mais de 1.000 idosos em lares, entre março e setembro, para libertar camas nos hospitais.

17h32 - Rússia regista segunda vacina e bate recorde de novos casos. A Rússia registou uma segunda vacina contra o coronavírus, etapa preliminar na Rússia para a fase final de testes clínicos, indicou hoje o Presidente russo, Vladimir Putin, numa altura em que o país contabilizou novo recorde infeções diárias.

A vacina tem um nível de segurança "suficientemente alto", declarou na mesma cerimónia a vice-primeira-ministra da Saúde russa, Tatiana Golikova.

O anúncio surgiu no mesmo dia em que a Rússia, que tem conhecido uma segunda vaga do novo coronavírus no país, voltou a bater o recorde de novos casos diários, ao registar nas últimas 24 horas 14.231 infeções.

17h25 - Não sabe quais as novas medidas decretadas hoje pelo Governo? Pode consultá-las aqui ou na página oficial de Facebook da República Portuguesa.

17h19 - Ana Gomes cancela campanha nas próximas semanas por causa da pandemia. A candidata a Presidente da República Ana Gomes cancelou hoje "todas as ações de campanha programadas para as próximas duas semanas" devido ao agravamento da pandemia de Covid-19, anunciou a sua candidatura.

17h17 - Um morto e 14 infetados em lar de idosos do concelho de Pinhel. Um idoso que recebia apoio domiciliário do lar da aldeia de Manigoto, Pinhel, que testou positivo à Covid-19, morreu hoje no hospital da Guarda, onde se encontram internados mais dois utentes, de um total de 14 infetados.

17h02 - Plantel da Juventus em isolamento após caso de Covid-19. A Juventus, onde milita o português Cristiano Ronaldo, emitiu esta quarta-feira um comunicado nas plataformas oficiais no qual confirma que todo o plantel vai ficar em isolamento depois de Weston McKennie ter testado positivo ao novo coronavírus.

17h00 - Portugal poderá chegar, nos próximos dias, aos três mil novos casos diários de infeção de Covid-19, anunciou hoje a ministra da Saúde, Marta Temido, baseando-se numa estimativa feita pelo Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge.

A governante deu conta que ainda hoje será publicada a nova estratégia de testes com inclusão dos designados testes de antigénio. Paralelamente, o Governo está a reforçar "as medidas de contact tracing que se intensificarão nos próximos dias por profissionais recrutados especificamente para o efeito".

16h57 -  Total de casos confirmados em Espanha ultrapassa os 900 mil. O país ultrapassou esta quarta-feira os 900 mil casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (908.056), após notificar mais 11.970 contágios. De acordo com os dados do Ministério da Saúde espanhol, desde o início da pandemia morreram 33.413 pessoas, um aumento de 209 face a ontem.

16h54 - 654.644 casos confirmados nos Reino Unido desde o início da pandemia. As autoridades de saúde britânicas reportaram, esta quarta-feira, 19.724 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, elevando o total acumulado para 654.644.

Há ainda registo de mais 137 mortes, elevando o total de óbitos registados num período de 28 dias após as vítimas terem recebido um teste positivo para 43.155.

16h21 - Recorde de novos casos de Covid-19 em Itália. O país registou 7.332 casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o maior número de contágios num dia desde o início da pandemia. Com esta atualização, o total acumulado de casos confirmados sobe para 372.799.

Os dados divulgados hoje indicam ainda que foram registados 43 óbitos no último dia, sendo agora o total de 36.289.

16h05 - Há 396 surtos ativos no país. A ministra da Saúde informou hoje, durante a conferência de imprensa da DGS, que há 396 surtos ativos no país: 136 na região Norte, 50 na região Centro, 178 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 14 no Alentejo e 18 na região do Algarve. 

16h02 - Sobe para 4 número de crianças infetadas em creche da Maia. Subiu para quatro o número de crianças de uma creche da Santa Casa da Misericórdia da Maia infetadas com Covid-19, depois de na semana passada sete funcionárias terem testado positivo, revelou hoje a provedora da instituição.

15h57 - Suíça bate recorde de novos casos. O país reportou um recorde de 2.823 novos casos diários esta quarta-feira, quase o dobro do reportado no dia anterior. No total, o país contabiliza 68.704 casos confirmados e 1.816 óbitos.

15h54 - Sobe para 126 número de estudantes de Erasmus infetados no Porto. Subiu para 126 o número de estudantes do programa de Erasmus infetados com Covid-19 no Porto, sendo que 82 são da Universidade do Porto (U. Porto), 29 do Instituto Politécnico (IPP) e 15 da Católica, revelaram as instituições.

15h47 - "Situação tenderá a agravar-se nos próximos dias", avisa ministra. Marta Temido disse, durante a conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde, desta quarta-feira, que, de acordo com as estimativas do Instituto Ricardo Jorge, "estamos a enfrentar uma situação crescente que se tenderá a agravar nos próximos dias".

15h40 - Maior número de novos casos na região Norte. Dos 2.072 novos casos registados nas últimas 24 horas, 1.001 foram registados na região Norte, sendo agora o total de 34.661. Contudo, a região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a que mais casos contabiliza, com 44.788 (um aumento de 802 nas últimas 24 horas).

15h33 - A conferência de imprensa sobre a evolução do novo coronavírus em Portugal já começou. Acompanhe aqui.

15h25 - Portugal regista o maior número diário de casos de infeção por Covid-19. O país bateu, esta quarta-feira, o recorde de casos diários de infeção por Covid-19, desde o início da pandemia, ao registar mais 2.072 infetados, ultrapassando a barreira dos 90 mil casos confirmados (91.193).

Quanto ao número de vítimas mortais, o total é agora de 2.117, mais sete que ontem.

15h20 - Açores com quatro novos casos nas últimas 24 horas. As 1.486 análises realizadas nos dois laboratórios de referência nos Açores diagnosticaram, nas últimas 24 horas, quatro casos positivos de Covid-19 e três recuperações na ilha de São Miguel, informou hoje a Autoridade de Saúde Regional.

15h15 - Isolamento de 10 dias em casos assintomáticos ou com sintomas ligeiros. Os doentes assintomáticos ou os que têm sintomas ligeiros de Covid-19 passam a ter um período de isolamento de 10 dias, de acordo com a norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) hoje atualizada.

15h10 - Governo prorroga até 31 de março a 'validação' de documentos expirados. A medida foi aprovada esta quarta-feira em Conselho de Ministros e abrange vários documentos, como o Cartão do Cidadão ou a carta de condução.

15h00 - Estado de Calamidade em vigor a partir das 00h00 desta quinta-feira. Quais as novas regras?

  1. Estado de Calamidade em todo o território nacional;
  2. A partir das 24h00 de hoje deixam de poder haver ajuntamentos na via pública de mais de cinco pessoas. Esta limitação aplica-se quer a outros espaços de uso público de natureza comercial ou na restauração;
  3. Eventos de natureza familiar (como casamentos, batizados e outros) que sejam marcados a partir de 14 de outubro passam a estar limitados "a um máximo de 50 participantes, sendo que todos terão de cumprir normas de afastamento físico e de proteção individual como o uso de máscara";
  4. Proibir nos estabelecimentos de ensino, designadamente nas universidades e nos politécnicos, "todos os festejos académicos e atividades de caráter não letivo ou científico, como cerimónias de receção de caloiros e outro tipo de festejos que impliquem ajuntamentos, que têm de ser evitados a todo o custo para não repetir circunstâncias que já se verificaram de contaminação em eventos desta natureza;
  5. Determinar às Forças de Segurança e à ASAE o reforço de ações de fiscalização do cumprimento destas regras, quer na via pública quer nos estabelecimentos comerciais e de restauração;
  6. Agravar até 10 mil euros as coimas aplicáveis a pessoas coletivas, em especial aos estabelecimentos comerciais e de restauração, que não assegurem o escrupuloso cumprimento das regras em vigor quanto à lotação e ao afastamento que é necessário assegurar dentro destes estabelecimentos;
  7. Recomendar vivamente a todos os cidadãos o uso de máscara comunitária na via pública e a utilização da aplicação StayAway Covid e a comunicação através da aplicação sempre que haja um teste positivo;
  8. Apresentar à Assembleia da República uma proposta de lei, com tramitação de urgência, para impor a obrigatoriedade do uso da máscara na via pública (nos momentos em que há mais pessoas) e da utilização da aplicação StayAway Covid em contexto escolar, profissional e académico, nas Forças Armadas, nas Forças de Segurança e no conjunto da Administração Pública.

Boa tarde. Pode acompanhar neste registo todas as incidências relacionadas com o novo coronavírus. Recorde o anterior aqui.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório