Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2019
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Trabalhadores de empresa mineira na RDCongo exigem segurança

Funcionários da empresa mineira canadiana Banro protestaram hoje no leste da República Democrática do Congo (RDCongo) para exigir mais segurança, duas semanas depois do encerramento temporário da mina por causa da insegurança.

Trabalhadores de empresa mineira na RDCongo exigem segurança
Notícias ao Minuto

21:20 - 10/10/19 por Lusa

Mundo RDCongo

Cerca de 200 trabalhadores da Banro manifestaram-se nas ruas de Bukavu (Kivu do Sul), antes de lerem um memorando dirigido ao Presidente Felix Tshisekedi, que está na região do Kivu desde segunda-feira, onde vários grupos armados estão em operação.

"Pedimos ao chefe de Estado que restaure a segurança para que se recupere o trabalho na mina de Namoya, protegendo os nossos empregos e garantindo a sobrevivência das nossas famílias", refere o documento.

Nenette Bigabwa, diretora de comunicações do Banro, defendeu que é necessário que seja encontrada uma "solução urgente, durável e definitiva".

No final de setembro, a empresa de ouro Banro anunciou a suspensão das operações em quatro de suas subsidiárias no leste da RDCongo por razões de segurança.

Os contratos de trabalho de todos os funcionários dessas subsidiárias também foram suspensos.

A Banro emprega mais de 3.000 congoleses, disse Bigabwa.

A empresa acusa as milícias de assumirem o controlo da sua mina de Namoya, em Salamabila, na província de Maniema, acrescentando que homens armados têm ameaçado de morte os trabalhadores.

Desde maio de 2017, pelo menos cinco funcionários da Banro foram sequestrados por milícias nesta região.

O Presidente Tshisekedi disse na segunda-feira em Bukavu que está "pronto para morrer" pela paz no leste da RDCongo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório