Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2018
Tempo
29º
MIN 28º MÁX 30º

Edição

Treinar em jejum. Sim ou não?

O pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia – pelo menos é esta a informação que ouvimos desde a infância. Porém, há quem defenda que não tomá-lo antes da prática de exercício físico é a melhor forma de queimar gordura, mas talvez seja melhor pensar duas vezes antes de o fazer.

Treinar em jejum. Sim ou não?
Notícias ao Minuto

10:00 - 22/02/18 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Alimentação

Nos últimos anos, treinar em jejum tem-se popularizado entre aqueles que praticam exercício. Muitos veem nesta abstinência de alimento uma possibilidade de queimar gordura mais facilmente, já que os níveis de glicogénio, ou seja, os hidratos de carbono armazenados nos músculos e no fígado, estão mais baixos, o que pode ajudar a queimar a gordura, à medida que o corpo a utiliza como fonte de energia. Contudo, não há uma base científica para esta conclusão.

Segundo especialistas da American Academy of Sports Dietitians & Nutritionists, nos Estados Unidos, regra geral treinar em jejum pode ser prejudicial para a saúde. Sendo recomendado apenas para casos muito específicos como para atletas de alta competição.

Não havendo gorduras presentes para alimentar as necessidades do corpo, o organismo vai acabar por alimentar-se dos próprios músculos, levando o atleta a experienciar quebras de tensão, resultando ainda no enfraquecimento do sistema imunológico.

De acordo com as informações que se podem ler no site daquela organização norte-americana: "Não há garantias que o corpo use a gordura como combustível. O organismo vai simplesmente entrar em modo de sobrevivência e tentar preservar ao máximo essa gordura, ou seja, a longo prazo poderá ter o efeito inverso e dificultar a perda de peso".

"As consequências não são fatais, mas esta é uma situação que enfraquece o sistema imunológico devido à falta de nutrientes". Ao fazer exercício nestas circunstâncias o atleta não conseguirá alcançar um rendimento sequer de 80%, até porque corre o risco de desmaiar.

Caso ainda esteja indeciso, o melhor será mesmo consulte um médico especialista ou uma nutricionista que poderá recomendar-lhe um pequeno-almoço de acordo com as suas necessidades energéticas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório