Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2019
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Ibuprofeno ou paracetamol? Afinal, quando tomo um ou o outro

São dois dos analgésicos mais comuns no mundo inteiro, o paracetamol e o ibuprofeno são massivamente usados contra dores de cabeça, dores menstruais ou febre.

Ibuprofeno ou paracetamol? Afinal, quando tomo um ou o outro

Ambos os fármacos são regra geral seguros se tomados na dose correta e sob recomendação médica, mas como saber qual dos dois deve tomar?

No Reino Unido, grávidas foram recentemente alertadas para evitarem ingerir paracetamol (princípio ativo do Tylenol), após um estudo da Universidade de Edimburgo sugerir que o uso prolongado deste analgésico poderia afetar a saúde reprodutiva dos seus filhos.

Segundo as diretrizes do Serviço Nacional de Saúde britânico (NHS), o paracetamol deve ser tomado na gravidez apenas se realmente necessário e pelo menor período de tempo possível.

E, na gestação, deve-se evitar também o consumo de ibuprofeno (princípio ativo do Advil), a não ser que o médico o receite.

Para as demais pessoas, veja o que o NHS e o site americano AskDrSears, especializado em orientação psiquiátrica, dizem sobre os dois analgésicos.

Os analgésicos até podem ser usado em conjunto, desde que seguindo as orientações da receita e de profissionais de saúde (médicos e farmacêuticos). Ainda assim, esse uso combinado não é recomendado para crianças menores de 16 anos.

Paracetamol

Segundo o NHS, o paracetamol reduz a dor ao afetar os químicos nas chamadas prostaglandinas, substâncias libertadas pelo corpo em resposta a doenças ou lesões. O paracetamol bloqueia a produção de prostaglandinas, fazendo com que o corpo esteja menos ciente da dor ou da lesão.

É indicado para aliviar dores moderadas e leves, como dores de cabeça, torções e de dentes. O analgésico também reduz a temperatura do corpo.

A não ser que o médico assim oriente, nunca tome mais do que quatro doses em 24 horas e sempre siga as orientações da bula.

E, se as dores persistirem por mais de três dias, consulte o seu médico. Por conta dos efeitos colaterais, nunca é indicado que o paciente aumente ele próprio a dosagem caso a dor seja severa.

Ibuprofeno

O ibuprofeno também age nas prostaglandinas e também é usado para conter dores moderadas e leves (de dentes, cabeça, lesões desportivas, cólicas, febre e inflamações). Mas medicamentos denominados de anti-inflamatórios não esteroides, como o ibuprofeno, parecem funcionar melhor se a causa da dor for inflamatória, como artrite ou algum tipo de lesão, explica o NHS.

Este fármaco não deve ser usado por um período prolongado a não ser que haja uma inflamação e que o médico o recomende. O uso prolongado pode causar irritações no estômago, problemas nos rins e cardíacos.

Deve ser tomado com cautela por idosos ou pessoas com problemas gástricos, cardíacos, hepáticos e renais.

Veredicto final

Ambas as substâncias são analgésicos eficazes e redutoras da febre. O ibuprofeno funciona um pouco mais rápido e tem um efeito mais duradouro, além de reduzir inflamações.

O paracetamol é comparável em alguns aspetos, mas não tem as mesmas propriedades anti-inflamatórias. No entanto, tem menos efeitos colaterais, como problemas estomacais.

Nunca é demais lembrar que devem ser respeitadas as orientações da receita e que o uso jamais deve ser excessivo ou prolongado sem o devido acompanhamento médico.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório