Meteorologia

  • 16 JULHO 2024
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 26º

PSI com maioria dos títulos a descer e Mota-Engil a descer mais de 1%

A bolsa de Lisboa negociava hoje em baixa, com 11 dos 16 títulos do PSI a vermelho e a Mota-Engil a liderar as quebras, ao desvalorizar-se 1,05% para 3,57 euros.

PSI com maioria dos títulos a descer e Mota-Engil a descer mais de 1%
Notícias ao Minuto

10:06 - 13/06/24 por Lusa

Economia PSI

Cerca das 09h15 em Lisboa, o PSI mantinha a tendência da abertura e recuava 0,37% para 6.636,83 pontos, com 11 'papéis' a descer, dois a subir e três a manterem a cotação (Corticeira Amorim em 9,52 euros, Greenvolt em 8,31 euros e Ibersol em 7,36 euros).

Às ações da Mota-Engil seguiam-se as da EDP, Semapa, Altri e EDP Renováveis que registavam perdas de 0,86%% para 3,71 euros, 0,84% para 14,24 euros, 0,78% para 5,11 euros e 0,57% para 13,93 euros.

Já os títulos do BCP, Navigator e NOS caíam 0,49% para 0,35 euros, 0,38% para 3,72 euros e 0,30% para 3,32 euros.

No mesmo sentido, as ações da Galp Energia, Sonae e Jerónimo Martins desvalorizavam-se 0,21% para 18,90 euros, 0,11% para 0,92 euros e 0,10% para 19,57 euros.

As principais bolsas europeias estavam hoje em baixa, um dia depois de a Reserva Federal dos EUA (Fed) ter mantido as taxas de juro inalteradas e ter previsto apenas um corte este ano.

Pelas 08h50 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava a cair 0,36% para 520,99 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt recuavam 0,22%, 0,28% e 0,38%, enquanto as de Madrid e Milão desvalorizavam-se 0,25% e 0,45%, respetivamente.

Com o mercado europeu já encerrado, a Fed anunciou na quarta-feira que mantinha as taxas de juro no seu intervalo atual de 5,25 a 5,5% e o presidente da Reserva Federal, Jerome Powell, estimou apenas uma redução das taxas em 2024.

Horas antes de ser anunciada a decisão da Fed, foi divulgado que a taxa de inflação homóloga, segundo o índice CPI, abrandou nos Estados Unidos em maio para 3,3%, contra 3,4% em abril, ainda longe do objetivo de 2% definido pelo banco central.

As previsões de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) são idênticas às divulgadas em março: 2,1% em 2024 e 2% em 2025.

Depois disto, a bolsa em Wall Street fechou mista: o Dow Jones Industrials, o seu principal indicador, caiu 0,09%. No entanto, o S&P 500 e o Nasdaq, um índice de alta tecnologia, bateram novos recordes.

Depois da Fed, o Banco do Japão iniciou hoje a reunião mensal de política monetária, esperando a maioria dos analistas que mantenha inalteradas as suas muito baixas taxas de juro e que se debata uma redução das compras de obrigações do Estado.

O banco japonês publicará as suas conclusões na sexta-feira.

Neste contexto, nos EUA, será divulgado hoje o Índice de Preços no Produtor (PPI) de maio, que deverá ter recuperado ligeiramente em relação a abril, enquanto na Europa será publicada a produção industrial.

O barril de petróleo Brent para entrega em agosto abriu hoje em baixa, a cotar-se a 82,38 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 82,60 dólares na quarta-feira.

Os juros da obrigação alemã a 10 anos, considerada a mais segura da Europa, subiam para 2,557%, contra 2,529% na quarta-feira.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0814 dólares, contra 1,0844 dólares na sessão anterior.

Leia Também: Bolsa de Lisboa abre a cair 0,11%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório