Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 28º

ONG. Shell deve ser responsabilizada por poluir antes de vender ativos

A Organização Não-Governamental holandesa (ONG) Centro de Pesquisa sobre Empresas Multinacionais defendeu hoje que a petrolífera Shell não devia poder vender os ativos na Nigéria sem ser responsabilizada pela poluição no rio Delta.

ONG. Shell deve ser responsabilizada por poluir antes de vender ativos
Notícias ao Minuto

16:08 - 28/02/24 por Lusa

Economia ONG

"De manhã, as crianças e as mulheres têm de viajar até longe para encontrarem água, por isso as crianças não vão, muitas vezes, à escola, ou chegam atrasadas, e a produtividade das nossas quintas é baixa, por isso exigimos que a Shell recupere a nossa terra e limpe a nossa água antes de qualquer desinvestimento", disse a ativista Lezina Mgbar à agência de notícias norte-americana Associated Press (AP).

A petrolífera britânica, acrescentou, "tem de ser responsabilizada pelo legado tóxico de poluição e garantir o desmantelamento seguro da infraesutrura petrolífera abandonada", referindo-se à intenção da Shell de vender a operação na Nigéria por 2,4 mil milhões de dólares, cerca de 2,2 mil milhões de euros, a um consórcio local de empresas chamado Africa Energy Company.

A alienação pela Shell da sua atividade 'onshore' (em terra) na Nigéria segue-se a decisões semelhantes de empresas petrolíferas como a ExxonMobil, a Eni, a Equinor e a Addax, que alienaram recentemente os ativos 'onshore' nos últimos dois anos, segundo escreveu o jornal Financial Times em meados de janeiro.

"Este acordo representa um momento importante para a Shell na Nigéria, alinhando-se com a nossa intenção, anteriormente anunciada, de abandonar a produção de petróleo em terra no Delta do Níger, simplificando o nosso portfólio e concentrando o futuro investimento disciplinado na Nigéria nas nossas posições em águas profundas e gás integrado", afirmou a diretora de Gás Integrado e Upstream da Shell, Zoë Yujnovich. 

A responsável, citada no comunicado, afirmou que a empresa vai continuar a "apoiar as crescentes necessidades energéticas do país e as suas ambições de exportação em áreas alinhadas com a (...) estratégia". 

A Shell mantém presença no país africano com a Shell Nigeria Exploration and Production Company Limited (SNEPCo), que produz petróleo e gás nas águas profundas do Golfo da Guiné, a Shell Nigeria Gas Limited (SNG), que fornece gás a clientes domésticos, industriais e comerciais, e a Daystar Power Group, que fornece energia solar integrada a empresas comerciais e industriais em toda a África Ocidental.

Detém ainda uma participação de 25,6% na NLNG, que produz e exporta gás natural liquefeito.

Leia Também: Shell vende filial na Nigéria a consórcio por cerca de 2.206 milhões

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório