Meteorologia

  • 29 JUNHO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 24º

Mota-Engil com carteira de projetos em Cabo Verde de 30 milhões de euros

A Mota-Engil tem uma carteira de projetos em Cabo Verde a rondar os 30 milhões de euros, incluindo o Terminal de Cruzeiros do Mindelo, cuja construção arrancou na quarta-feira, disse à Lusa fonte da construtora portuguesa

Mota-Engil com carteira de projetos em Cabo Verde de 30 milhões de euros
Notícias ao Minuto

08:18 - 24/01/22 por Lusa

Economia Mota-Engil

"Neste momento [o valor de carteira das encomendas em Cabo Verde] ronda os 30 milhões de euros", disse Pedro Branquinho, representante da construtora no arquipélago africano.

Além do Terminal de Cruzeiros do Mindelo, de quase 27 milhões de euros, a cargo de um consórcio luso-cabo-verdiano constituído ainda pela Empreitel Figueiredo, avançou que a Mota-Engil está também ligada à construção de um projeto do Nucelo Operacional da Sociedade de Informação (NOSi).

Entretanto, o mesmo responsável disse que devido à pandemia, o mercado cabo-verdiano não tem tido grandes projetos, admitindo que o Terminal de Cruzeiros é o mais relevante atualmente no país.

"Estaremos cá quando efetivamente surgirem outros projetos de relevância e que possamos dar o nosso contributo", garantiu Pedro Branquinho, lembrando que a empresa de obras públicas está há 20 anos em Cabo Verde, com projetos de referência, com especial relevo para a área marítimo-portuária.

"Estivemos envolvidos em alguns projetos como na ilha do Sal, da Boa Vista, do Fogo, na Brava, e agora em São Vicente, neste novo projeto bastante inovador, que irá potenciar e muito o turismo da ilha de São Vicente", perspetivou.

O porta-voz da empresa em Cabo Verde apontou que nos últimos 20 anos os maiores projetos no arquipélago foram na área portuária, com destaque para dois de expansão portuária da ilha do Sal, num valor global à volta de 50 milhões de euros.

Mas recordou igualmente projetos nas ilhas do Fogo e da Brava, na casa dos 35 milhões de euros, bem como a ligação da empresa ao projeto no âmbito do Millennium Challenge Account (MCA), financiado pelos Estados Unidos, para o abastecimento de água na ilha de Santiago.

Conforme anúncio feito em 15 de abril de 2021, o consórcio luso-cabo-verdiano constituído pelas empresas Mota-Engil e Empreitel Figueiredo vai construir o Terminal de Cruzeiros do Mindelo, uma das maiores obras públicas dos últimos anos em Cabo Verde.

O país pretende passar a receber anualmente cerca de 200.000 turistas de cruzeiros com esta obra, que é cofinanciada pelo Fundo ORIO, dos Países Baixos, e pelo Fundo OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) para o Desenvolvimento Internacional.

A Lusa noticiou na quarta-feira que oito portos de Cabo Verde movimentaram em 2021 mais de 11 mil turistas em navios de cruzeiro, número que a pandemia de covid-19 reduziu em 41% face a 2020, acumulando a segunda forte quebra anual consecutiva.

De acordo com o relatório de tráfego anual elaborado pela Enapor, empresa pública responsável pela gestão dos portos do arquipélago, foram movimentados 30 navios de cruzeiro em escalas no país em 2021, menos 11 face a 2020.

Em 2019, no ano de maior movimento na procura turística por Cabo Verde, e antes dos efeitos da pandemia de covid-19, os portos cabo-verdianos receberam 149 movimentos de navios de cruzeiro e 48.500 turistas.

Esse movimento de turistas caiu mais de 60% em 2020, para 18.872 turistas e 41 navios, e mais 41% em 2021, segundo os dados da Enapor.

Cerca de metade do movimento de turistas e de navios de cruzeiro em Cabo Verde em 2021 voltou a ser no Porto Grande, cidade do Mindelo, ilha de São Vicente, construído em 1962.

Leia Também: Mota-Engil vai receber mais 3,3 milhões para obras no Porto de Cabinda

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório