Meteorologia

  • 19 MAIO 2022
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 29º

Associação de Discotecas preocupada com falta de capacidade de testagem

A Associação de Discotecas Nacional (ADN) manifestou-se hoje preocupada com a falta de capacidade de testagem à covid-19, uma vez que, a partir de quarta-feira, é obrigatório teste negativo para entrar nos estabelecimentos de diversão noturna.

Associação de Discotecas preocupada com falta de capacidade de testagem
Notícias ao Minuto

19:14 - 29/11/21 por Lusa

Economia Covid-19

"Já temos informação de haver falta de testes em algumas regiões do país, nomeadamente na área de Lisboa de já não ser possível marcação de testes para os próximos dias", afirmou o presidente da ADN, José Gouveia, à agência Lusa.

Na apresentação das medidas de controlo da pandemia, após reunião do Conselho de Ministros, na quinta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, anunciou que a entrada nos espaços de diversão noturna vai estar sujeita à apresentação de teste negativo à covid-19, mesmo para vacinados, a partir de quarta-feira, 01 de dezembro, estando discotecas e bares encerrados entre 02 e 09 de janeiro.

"Não acreditamos que irá haver capacidade de testagem, principalmente nesta primeira semana onde temos uma véspera de feriado e um fim de semana e, além disso, temos um dérbi entre Benfica e Sporting [sexta-feira, 03 de dezembro]. Se toda a gente que for ao estádio for testada, estamos a falar de 60 mil testes só para esta situação", apontou o representante das discotecas.

Sem conseguir prever o impacto das medidas no funcionamento dos estabelecimentos de diversão noturna, José Gouveia falou nos receios, inclusive a falta de adesão dos clientes por o teste ser um custo acrescido.

"Não só não haja capacidade [de testagem] como as pessoas desistam de ir às discotecas em função de tudo aquilo que tem que fazer para chegar lá, toda a burocracia", referiu o presidente da ADN, aguardando pela entrada em vigor das medidas, a partir das 00:00 do feriado de quarta-feira, para ter uma noção do impacto.

Sobre a obrigatoriedade do uso de máscara no interior dos estabelecimentos de diversão noturna, o representante das discotecas considerou que "a palavra-chave, neste momento, é adaptação e é perceber se as pessoas se adaptam".

"Temos que perceber esta semana qual é a reação das pessoas e, em função disso, o Governo também terá que fazer os seus ajustes e começarmos a falar de que forma é que estas empresas com quebras de faturação terão que ser apoiadas", advertiu.

Segundo a resolução do Conselho de Ministros que declara a situação de calamidade, a partir de quarta-feira, 01 de dezembro, e até às 23:59 de 20 de março de 2022, em território nacional continental, no âmbito da pandemia da doença covid-19, "o acesso a bares, a outros estabelecimentos de bebidas sem espetáculo e a estabelecimentos com espaço de dança, independentemente do dia da semana ou do horário, depende da apresentação, pelos clientes: a) De certificado digital covid da UE [União Europeia] nas modalidades de certificado de teste ou de recuperação [...]; ou b) De outro comprovativo de realização laboratorial de teste com resultado negativo".

O diploma não refere a necessidade de certificação digital na modalidade de vacinação contra a covid-19.

Na sexta-feira, fonte do Ministério da Saúde explicou que a apresentação de um teste PCR ou antigénio negativo à covid-19 vai permitir a entrada em bares e discotecas, espaços de diversão noturna que estão sujeitos a esta medida, a partir de dezembro, mesmo para vacinados.

"No caso dos testes PCR, devem ser realizados com 72 horas de antecedência. No caso dos testes de antigénio, 48 horas", precisou o Ministério da Saúde.

A entrada nos bares com espaço de dança e discotecas, que abriram em 01 de outubro depois de encerrados cerca de 19 meses devido à pandemia, estava até agora cingida apenas à apresentação do certificado digital, que podia ser relativo a vacinação, recuperação ou realização de teste negativo.

Leia Também: AO MINUTO: OMS pede prontidão contra Ómicron; Falta de condições em Beja?

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório