Meteorologia

  • 19 JUNHO 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 21º

Edição

Diploma publicado. Eis quem está na corrida para reprivatizar Efacec

O diploma foi publicado, esta sexta-feira, em Diário da República.

Diploma publicado. Eis quem está na corrida para reprivatizar Efacec

O Governo formalizou, esta sexta-feira, em Diário da República, a seleção dos potenciais investidores a participar na segunda fase do processo de alienação das ações representativas de 71,73 % do capital social da Efacec Power Solutions. 

Segundo a portaria, os cinco potenciais investidores são os seguintes: 

a) Chint Group Corporation, Ltd;

b) Dst, SGPS, S. A.;

c) Elsewedy Electric Corporation, S. A. E.;

d) Iberdrola, S. A.; e

e) Sing - Investimentos Globais, SGPS, S. A.

Identificados estes cinco potenciais investidores, a Parpública vai agora "dirigir convites a cada um dos potenciais proponentes identificados no número anterior para procederem à apresentação de propostas vinculativas de aquisição das ações objeto da venda direta", pode ler-se na portaria. 

O objetivo, esclarece o Executivo no diploma, é que seja concretizada a "solução mais vantajosa que permita, nomeadamente, promover o valor operacional da Efacec e a sua valia industrial, potenciar o seu conhecimento técnico em áreas estratégicas, definir um quadro sustentável de capitalização da empresa tendo em vista a melhoria do seu quadro financeiro, bem como garantir uma passagem rápida para uma solução duradoura de mercado". 

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, já tinha anunciado na quinta-feira da semana passada que o Conselho de Ministros selecionou estas cinco, de entre 10 propostas, para avançarem no processo de reprivatização da Efacec Power Solutions, pelo que receberão agora um convite para apresentarem propostas vinculativas para a aquisição dos 71,73% da empresa nacionalizados pelo Estado.

Na altura, recorde-se, Siza Vieira salientou o facto de todos os candidatos serem "empresas industriais" e "investidores estratégicos" e adiantou que o Governo pretende concluir a reprivatização da Efacec "no verão deste ano".

Fundada em 1980 e com sede na Maia, a Sodecia emprega cerca de 7.000 colaboradores e oferece soluções completas para automóveis, desde a carroçaria à motorização e sistemas de segurança.

A multinacional portuguesa está presente em 16 países, dispondo de um portefólio de meia centena de empresas em 44 localizações, três centros de competências de produto e uma faturação anual na ordem dos 760 milhões de euros.

Em Portugal dispõe de um centro tecnológico na Maia e de uma unidade industrial na Guarda.

Leia Também: Lisboa: Uma das cidades com melhores condições para os reformados viverem

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório