Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
10º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Greve dos trabalhadores do Casino de Chaves paralisou mesas de jogo

A adesão à greve dos trabalhadores do Casino de Chaves, que exigem melhores salários e condições de trabalho, rondou os 95% e paralisou as mesas de jogo tradicional, adiantou hoje à agência Lusa o sindicato.

Greve dos trabalhadores do Casino de Chaves paralisou mesas de jogo
Notícias ao Minuto

12:50 - 23/02/20 por Lusa

Economia Sindicato

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores das Salas de Jogos (STSJ), a greve que decorreu entre as 12:00 de sexta-feira e as 05:00 de hoje teve uma adesão de 95% dos trabalhadores do Casino Solverde de Chaves, no distrito de Vila Real.

"Apenas trabalharam três pagadores e dois caixas, porque estão sob contrato e por isso não estão fixos na empresa, mas, de qualquer forma, os jogos tradicionais não puderam abrir por falta de condições durante os dois dias", destacou Carlos Teixeira.

Para o responsável do sindicato, o casino sofreu "constrangimentos grandes durante a greve", levando a que os apostadores do jogo tradicional não pudessem jogar e apenas estivessem disponíveis as máquinas de jogo.

Considerando a greve "um êxito" com "uma adesão forte", Carlos Teixeira admite novas formas de protesto por altura da Páscoa, caso "a empresa não aceite negociar".

"Vamos ver o comportamento da empresa que se irá seguir, porque os trabalhadores estão muito determinados a que a empresa tenha outra sensibilidade", vincou.

Os motivos apontados para a greve são os "baixos salários" e a "recusa em negociar uma convenção coletiva", não ser dado o "gozo do dia de aniversário", o "não pagamento do subsídio de turno" e o desrespeito pelas "funções das categorias especiais como estão na portaria das gratificações".

Também os trabalhadores que aderiram à greve exigiram também melhores condições de trabalho, relatando à Lusa, na sexta-feira, casos de "falta de higiene".

Segundo o presidente do STSJ, há "pedidos de reunião com a empresa para negociar atualizações nos vencimentos", mas sem ter "qualquer indicação de disponibilidade para negociar".

Entre as reivindicações, o sindicato exige o cumprimento da empresa pelas funções das categorias especiais, conforme está descrito na portaria das gratificações.

"Nos casinos há dois tipo de jogos, o jogo de máquinas e o jogo tradicional. A empresa está obrigada todos os anos até dia 15 de janeiro a informar as comissões de gratificações quais são os quadros afetos quer ao jogo tradicional quer de máquinas e é esse o respeito que tem de existir e a empresa terá de cumprir", sublinhou Carlos Teixeira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório