Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2020
Tempo
19º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Festival de Azeméis põe em competição vencedores de outros certames

Oliveira de Azeméis recebe de 02 a 04 de outubro a primeira edição de um festival de cinema que visa exibir obras premiadas em cinco outros certames nacionais e, entre esses filmes, distinguir "os melhores dos melhores".

Festival de Azeméis põe em competição vencedores de outros certames
Notícias ao Minuto

20:41 - 24/09/20 por Lusa

Cultura Cinema

Sendo uma iniciativa da autarquia do distrito de Aveiro, em colaboração com o Cineclube de Avanca, o evento apresenta-se como focado "numa competição de longas-metragens entre a ficção e o documentário", reunindo obras premiadas nas últimas edições de cinco festivais de cinema: o de Avanca, o DocLisboa, o Fantasporto, o IndieLisboa e o LEFFEST.

O objetivo do Azeméis Film Festival é assim devolver à cidade a dinâmica de promoção cinematográfica que aí existia há algumas décadas, quando o Cineteatro Caracas e os Estúdios Gemini "atraíam multidões", diz o presidente da autarquia.

Joaquim Jorge Ferreira recorda que essas salas "tiveram um papel muito importante na exibição de cinema e divulgação dessa arte" ao nível regional, mas foram perdendo espectadores para as salas dos complexos comerciais devido à maior oferta dessas estruturas e acabaram desativadas por falta de receitas.

Foi graças ao estímulo proporcionado pelos cinemas da cidade, contudo, que aí surgiu o Cineclube de Azeméis, que, segundo o diretor do seu congénere atual de Avanca, António Costa Valente, teve em tempos "um grande número de sócios e um forte desempenho" no domínio da Sétima Arte, levando a que a produção local de cinema amador tivesse "uma fortíssima dinâmica" e projeção nacional e internacional.

Joaquim Jorge Ferreira espera que o novo "festival dos festivais" ajude a recuperar essa atividade.

Realça que o Cineteatro Caracas está a ser requalificado pela Câmara, que é a atual proprietária do imóvel, e acrescenta que os Estúdios Gemini, embora com gestão privada, continuam a ter atividade cultural regular, acolhendo, inclusivamente, a primeira edição do certame agora revelado.

"Tínhamos previsto lançar o festival de forma diferente, mas a pandemia estragou-nos a programação. Mesmo assim, preferimos não desistir e vamos arrancar com o evento já na próxima semana, contando que esta edição seja uma espécie de Ano 0 para depois, em 2021, termos uma primeira edição a sério", disse o autarca socialista.

A estreia do evento estará focada "numa competição de longas-metragens entre a ficção e o documentário", reunindo obras premiadas "no último ano" em cinco festivais de cinema: o de Avanca, o DocLisboa, o Fantasporto, o IndieLisboa e o LEFFEST.

Do programa constam cinco filmes, a começar por "De los nombres de las cabras", dos realizadores espanhóis Silvia Navarro e Miguel G. Morales, que com essa obra venceram o Indielisboa 2019".

Sob avaliação de um júri próprio, a concurso estará também "Tommaso", uma produção italiana que, assinada pelo realizador norte-americano Abel Ferrara, estreou em Cannes e foi premiada no LEFFEST 2019.

O Fantasporto 2020, por sua vez, acrescentará à competição o filme "Por detrás da moeda", rodado pelo português Luís Moya, e do Festival de Cinema de Avanca chegará "Eternal Winter", do cineasta húngaro Attila Szász.

Quanto à edição de 2019 do DocLisboa, estará representada com "Santikhiri Sonata", do realizador tailandês Thunska Pansittivorakul.

Além desses filmes, o Azeméis Film Festival contará ainda com workshops e debates, estando a participação nessas atividades sujeita a inscrição prévia e às normas da Direção-Geral da Saúde.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório