AO MINUTO
topo

Manifestação frente ao parlamento grego contra novas medidas de austeridade

Atenas, 10 nov - Milhares de militantes do partido da oposição Esquerda Radical (Syriza) concentraram-se esta noite frente ao parlamento em Atenas para denunciar o prosseguimento das políticas de austeridade e quando os deputados debatiam uma moção de censura contra o governo.
Última Hora
Manifestação frente ao parlamento grego contra novas medidas de austeridade Manifestação frente ao parlamento grego contra novas medidas de austeridade Manifestação frente ao parlamento grego contra novas medidas de austeridade
Lusa

Atenas, 10 nov - Milhares de militantes do partido da oposição Esquerda Radical (Syriza) concentraram-se esta noite frente ao parlamento em Atenas para denunciar o prosseguimento das políticas de austeridade e quando os deputados debatiam uma moção de censura contra o governo.

PUB

A polícia referiu-se a 2.000 manifestantes, enquanto jornalistas e os organizadores avançaram com mais de 5.000 pessoas, referiu a agência noticiosa AFP.

Principal força da oposição ao governo de coligação entre os conservadores da Nova Democracia (ND) e o Partido Socialista (Pasok), o Syriza apresentou uma moção de censura na quinta-feira, após a intervenção durante a madrugada da polícia de choque na sede da antiga televisão pública ERT.

O Syriza justificou a moção contra o executivo do primeiro-ministro conservador Antonis Samaras como uma forma de denunciar "as políticas catastróficas" do executivo, que está a promover discussões em Atenas com os representantes da 'troika' de credores internacionais (UE-BCE-FMI), sobre a eventual aplicação de novas medidas de austeridade.

O debate no hemiciclo sobre a moção de censura iniciou-se sexta-feira e termina hoje com uma votação prevista para a meia-noite (hora local, 22:00 em Lisboa).

Para derrubar o governo é necessária uma maioria absoluta de 151 votos, impossível de obter pela oposição pelo facto de a maioria governamental assegurar 155 dos 300 lugares do parlamento.

Como sucedeu em ocasiões anteriores, a oposição admitia algumas deserções no campo do governo, em particular entre deputados do Pasok. No entanto, e segundo os observadores, a coligação prepara-se para fazer uma "frente comum" contra o Syriza.

"A moção de censura do Syriza reforçou-nos", garantiu o deputado e ministro-adjunto do Ambiente, Stavros Kalafatis.

Para além do Syriza (72 deputados), os deputados de três outros partidos (Partido Comunista, Gregos Independentes e Aurora Dourada) devem votar a favor da moção de censura, que deverá obter 130 votos, menos 21 que os necessários para derrubar a coligação.

PCR // VC

Noticias Ao Minuto/Lusa

Regras de conduta dos comentários
PUB
Os principais destaques todos os dias no seu email.
Preencha correctamente o seu Email.
PUB
PUB
RECOMENDAMOS PARA SI Encontro amoroso marcado através do Facebook acaba no hospital