Meteorologia

  • 25 JUNHO 2017
Tempo
21º
MIN 21º MÁX 21º

Edição

Gaviria consolida estatuto de 'rei' do 'sprint' com terceira vitória

Gaviria, que se estreia na 'corsa rosa' esta temporada depois de vários títulos mundiais na pista, já tinha vencido as terceira e quinta etapas, tendo hoje voltado a bater os adversários num 'sprint' compacto no final da etapa mais longa.

Gaviria consolida estatuto de 'rei' do 'sprint' com terceira vitória
Notícias ao Minuto

18:15 - 18/05/17 por Lusa

Desporto Volta a Itália

O colombiano Fernando Gaviria (Quick-Step Floors) venceu hoje a 12.ª etapa da Volta a Itália em bicicleta, mantendo o domínio sobre os outros 'sprinters', ao conquistar a terceira vitória nesta edição.

O líder da classificação por pontos, de 22 anos, cumpriu a tirada de hoje, a mais longa da 100.ª edição do 'Giro', com 229 quilómetros, em 5:18.55 horas, o mesmo tempo do italiano Jakub Marezcko (Wilier Triestina -- Selle Italia), segundo, e do irlandês Sam Bennett (Bora Hansgrohe), terceiro.

Num dia sem alterações no 'top 10' da geral individual, o holandês Tom Dumoulin (Sunweb) continua de camisola rosa vestida e manteve as distâncias para os principais rivais.

Gaviria, que se estreia na 'corsa rosa' esta temporada depois de vários títulos mundiais na pista, já tinha vencido as terceira e quinta etapas, tendo hoje voltado a bater os adversários num 'sprint' compacto no final da etapa mais longa.

No final da tirada, o colombiano rejeitou o epíteto de melhor 'sprinter', que, segundo ele, pertence ao alemão Andre Greipel (Lotto-Soudal), hoje oitavo.

"Ele é que ganhou o maior número de corridas, é um exemplo para nós, mas, neste 'Giro', eu sou o que está em melhor forma", atirou o jovem ciclista.

Numa etapa em que o final compacto já se adivinhava, os italianos Mirco Maestri (Bardiani -- CSF) e Marco Marcato (UAE Emirates), bem como o russo Sergey Firsanov (Gazprom RusVelo), animaram a tirada, ao fugirem no início e só serem apanhados a sete quilómetros da meta.

Por essa altura, já os 'comboios' das equipas dos principais velocistas estavam em marcha para os colocar na melhor posição.

Apesar do furo, o argentino Richeze conseguiu 'lançar' Gaviria, que aproveitou uma aceleração para deixar para trás os restantes, conquistando a sua sétima vitória profissional do ano.

Nota ainda para Omar Fraile (Dimension Data), vencedor da tirada de quarta-feira, que hoje chegou aos 49 pontos na classificação de montanha e destronou Jan Polanc (UAE Emirates) na luta pela camisola azul, que envergará na 13.ª etapa.

O português Rui Costa (UAE Emirates) beneficiou da perda de tempo de Geraint Thomas (Sky) para subir uma posição na geral, na qual é 14.º a 6.29 minutos de Dumoulin, depois de chegar integrado no pelotão, na 50.ª posição, a seis segundos de Gaviria.

José Gonçalves (Katusha-Alpecin) foi o melhor ciclista luso na tirada, na 32.ª posição a seis segundos, o que lhe vale uma subida de dois lugares para o 44.º lugar, a 38.38 minutos, enquanto o campeão português de estrada José Mendes (Bora Hansgrohe) cedeu 31 segundos na etapa (101.º), mantendo o 70.º lugar na geral, agora a 55.57 minutos.

Na 13.ª etapa, que liga Reggio Emilia a Tortona, os ciclistas percorrem um traçado plano durante 167 quilómetros, com nova chegada para os velocistas em perspetiva.

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório