Meteorologia

  • 12 JULHO 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 27º

Inteligência Artificial 'ressuscitou' Tupac (e mais). "Odioso. Antiético"

A compositora Sheryl Crow falou sobre o impacto da Inteligência Artificial nas músicas, revelando que também a preocupa noutros campos da sociedade.

Inteligência Artificial 'ressuscitou' Tupac (e mais). "Odioso. Antiético"
Notícias ao Minuto

07:00 - 24/06/24 por Notícias ao Minuto

Tech Inteligência Artificial

Num mundo onde a Inteligência Artificial (IA) começa a estar um pouco por toda a parte, incluindo na música, alguns artistas confessam os seus receios - e como a situação é assustadora.

É o caso de Sheryl Crow, que com seu novo álcum, 'Evolution', tenta chamar á atenção para o impacto da IA nas pessoas e no mundo.

Em entrevista à BBC, a cantora caracterizou esta tecnologia como "uma traição" que "vai contra tudo aquilo em que a humanidade se baseia".

Crow contou à imprensa um episódio que se passou consigo no ano passado, quando uma conhecida sua tentava mostrar algumas das suas músicas e pagou para que um clone de Inteligência Artificial do cantor John Mayer substituísse algumas partes. Quando ouviu a faixa, a compositora confessou que ficou "aterrorizada" e "literalmente a hiperventilar".

"Conheço o John e conheço as nuances da sua voz", explicou, apontando que perante aquilo que ouvia, "não haveria maneira de perceber que ele não estava a cantar aquela canção."

Depois deste episódio, surgiu uma música de Drake, que usou a voz de Tupac numa música que lançou no início do ano, 'Taylor Made Freestyle', o que lhe valeu uma ameaça de processo, dado que Drake não pediu permissão para usar a voz do rapper, que morreu em 1996.

"Não se pode trazer as pessoas de volta do mundo dos mortos e achar que elas estariam bem com isso", afirmou a cantora, explicando que Drake deverá ter pensado nisso, mas achado que podia lidar com isso mais tarde. "É odioso. Antiético", considerou.

A cantora, de 62 anos, com êxitos como 'If It Makes You Happy' ou 'My Favorite Mistake', aponta ainda que as suas preocupações com o impacto da Inteligência Artificial estão relacionadas não só com a arte, mas também com a política e a sociedade, nomeadamente, em relação à questão da criação de discursos que podem levar á desinformação.

Recorde-se que também o ano passado foi lançada uma música inédita dos Beatles, feita com recurso a Inteligência Artificial para recriar a voz de John Lennon, que morreu em 1980.  

Leia Também: Última música dos Beatles será lançada com ajuda de IA

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório