Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

Vereador do PSD em Gaia diz que presidente não pode continuar no cargo

O vereador social-democrata na Câmara de Gaia Rui Rocha Pereira disse hoje que o presidente daquela autarquia não tem condições políticas para continuar no cargo, depois da condenação a perda de mandato, já Eduardo Vítor Rodrigues fala em "oportunismo".

Vereador do PSD em Gaia diz que presidente não pode continuar no cargo
Notícias ao Minuto

16:50 - 20/11/23 por Lusa

Política Vila Nova de Gaia

"O PSD confia na justiça e considera que, independentemente da decisão final, não se encontram reunidas as condições políticas para que o atual presidente da câmara continue a exercer o cargo para o qual foi eleito", afirmou o social-democrata, que também lidera a concelhia do PSD/Gaia, no início da reunião pública do executivo municipal.

Na resposta, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, o socialista Eduardo Vítor Rodrigues, apelidou-o de "oportunista".

"Revelou-se um oportunista", atirou para, de seguida, dizer que o que contribui para o descrédito das instituições públicas são os "vereadores oportunistas".

"Não o devia ter cumprimentado como vereador, mas como juiz, porque quis fazer justiça pelas próprias mãos", referiu Eduardo Vítor Rodrigues.

Além disso, o autarca disse não ter visto Rui Pereira Rocha a "pedir a cabeça" de outros presidentes de câmara eleitos pelo PSD aquando de situações semelhantes.

Eduardo Vítor Rodrigues acrescentou que os motivos pelos quais foi acusado, e posteriormente condenado a perda de mandato, são "falsos e tal vai ser provado em devido tempo".

Na passada terça-feira, o presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia foi condenado a perda de mandato e ao pagamento de uma multa de 8.400 euros por usar, de forma pessoal, um veículo elétrico do município.

Na liderança daquela autarquia do distrito do Porto desde 2013, Eduardo Vítor Rodrigues foi condenado pelo Tribunal de Vila Nova de Gaia por um crime de peculato de uso.

A juíza condenou ainda a mulher do autarca pela prática do mesmo crime, assim como ao pagamento de uma multa de 8.400 euros.

Leia Também: Autarca de Gaia diz que decisão do tribunal é "uma injustiça atroz"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório