Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2020
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Proposta do PSD teria impacto de "774 milhões". "Não será possível"

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares afirmou hoje que, se for aprovada a proposta do PSD para a redução do IVA da eletricidade de 23 para 6%, terá um custo de 774 milhões de euros ano.

Proposta do PSD teria impacto de "774 milhões". "Não será possível"
Notícias ao Minuto

17:20 - 28/01/20 por Lusa

Política OE2020

Esta estimativa foi avançada por Duarte Cordeiro no discurso que proferiu nas Jornadas Parlamentares do PS, em Setúbal, numa intervenção em que também reforçou a tese de que essa proposta dos sociais-democratas é ilegal e em que sugeriu que Bloco de PCP podem chumbar as medidas de compensação pela redução do IVA da eletricidade propostas pelo PSD.

"Não sendo possível a discriminação do consumo doméstico - entendemos seriamente que não será possível -, essa proposta do PSD representa um impacto a partir de 1 de julho de cerca de 334 milhões de euros. Num ano corrente, representará cerca de 774 milhões de euros", defendeu o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares.

Segundo Duarte Cordeiro, apesar da redução do IVA da eletricidade não constar do programa do Governo, o seu executivo tem procurado junto de Bruxelas "encontrar uma solução equilibrada" para a aplicação dessa medida de reduzir o IVA" da eletricidade.

"Mas a proposta do PSD não só ignora esse caminho e esse compromisso, como procura uma redução do IVA com enorme impacto orçamental. Além de estar ferida de legalidade, já que aplica diferentes taxas a diferentes tipos de consumo (doméstico e não doméstico), tem como pressuposto que será compensada por cortes para os quais não acreditamos que exista maioria para a sua aprovação", disse, aqui num aviso destinado ao Bloco de Esquerda e PCP.

Duarte Cordeiro desafiou depois o PSD a esclarecer os portugueses "sobre o que fará no caso das compensações que propõe" para a redução do IVA da eletricidade "não serem aprovadas".

"De outra forma, essa proposta não tem o equilíbrio que aparenta e a sua aprovação representa (nas próprias palavras do PSD) uma irresponsabilidade"

Para a fase de discussão na especialidade do Orçamento, segundo os dados do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, foram entregues cerca de 130 propostas de alteração à proposta do Governo já aprovada na generalidade.

"É evidente que devemos ser seletivos naquilo que podemos aceitar sob pena de descaracterizar o Orçamento, pôr em causa o programa do Governo e a sustentabilidade do equilíbrio orçamental do país", acrescentou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório