Meteorologia

  • 20 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Taxas na Saúde: "O prejuízo não é do Bloco, é dos utentes do SNS"

Catarina Martins reagiu esta segunda-feira às críticas de Carlos César ao Bloco de Esquerda, no âmbito da discussão em torno do fim das taxas moderadoras, medida cuja implementação foi adiada pelo Governo.

Taxas na Saúde: "O prejuízo não é do Bloco, é dos utentes do SNS"

"O Partido Socialista, com toda a serenidade, tem todo o direito de mudar de opinião e de querer limitar o avanço do fim das taxas moderadoras, mas é de facto pena que mude de opinião porque o prejuízo não é do Bloco de Esquerda, é o prejuízo dos utentes do SNS que vêm demorar mais essa conquista”, afirmou esta segunda-feira Catarina Martins, a partir de Lisboa.

A coordenadora do Bloco de Esquerda reagiu assim às críticas feitas esta manhã pelo líder parlamentar do PS, Carlos César. Questionado pelos jornalistas em Viseu, onde se encontra para as Jornadas Parlamentares do partido, o socialista atirou que “o Bloco de Esquerda não manda na Assembleia da República, nem manda no país”.

Catarina Martins, sem se referir concretamente à crítica feita pelo líder parlamentar socialista, reforçou que o fim das taxas moderadores é muito importante “nos cuidados primários” e no acesso a cuidados que foram prescritos por profissionais do SNS, lembrando que há alguns que estão “prescritos” por causa do seu custo para os utentes.

A coordenadora do Bloco recordou, ainda, que a “medida foi acordada no âmbito da conversação sobre a Lei de Bases da Saúde” e foi aprovada na especialidade e na generalidade “por uma maioria muito ampla”.

O Bloco fez uma proposta, a proposta foi votada pelos deputados que cada partido tem e registo com simpatia o enorme consenso que se gerou no Parlamento, pela ideia de que as taxas moderadas que não moderam - que são bloqueios no acesso à Saúde - devem acabar”, explicou a líder bloquista.

“Registo que depois desse consenso muito alargado, alguns partidos mudaram de ideias e agora querem limitar este avanço que é tão essencial para a Saúde. Como disse, o Bloco não mudou de ideias”, continuou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório