Meteorologia

  • 08 ABRIL 2020
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Portugueses devem ter consciência de "maior severidade meteorológica"

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, disse hoje que os portugueses devem ter consciência do "contexto de maior severidade meteorológica" que se vive, fruto das alterações climáticas, e desenvolverem todos os esforços para prevenir os incêndios florestais.

Portugueses devem ter consciência de "maior severidade meteorológica"

"Temos um quadro de base complexo e que resulta das alterações climáticas, que se traduzem em vários domínios", afirmou a ministra à agência Lusa, em Viseu, exemplificando com "estações cada vez menos claras", já quase não se distinguindo a primavera, o verão, o outono e o inverno, e "as secas que não existiam antes".

Segundo Ana Paula Vitorino, "é neste contexto de maior severidade meteorológica" que quer o Governo, quer os cidadãos, as entidades públicas, as câmaras e os serviços têm de trabalhar.

"Temos de ter consciência de que isto é uma questão nacional que tem de ser resolvida por todos nós e que todos os esforços são poucos. E, por isso, o Governo atribui prioridade a estas iniciativas", afirmou a governante, que hoje assistiu a uma iniciativa de limpeza de mato e gestão de combustível no Centro Meteorológico de Viseu, localizado perto do aeródromo municipal.

Durante a manhã, a ministra aproveitou para fazer um levantamento de alguns problemas sentidos pelos responsáveis das entidades presentes, nomeadamente o diretor do aeródromo de Viseu.

"Foram aqui detetadas algumas situações que podem ser melhoradas, nomeadamente o fornecimento de informação oficial em tempo real do IPMA [Instituto Português do Mar e da Atmosfera] ao aeródromo", avançou Ana Paula Vitorino.

De acordo com a ministra, "o aeródromo recebe a informação, mas não a recebe de uma forma oficial", sendo que "não existe razão nenhuma para que isso não seja resolvido rapidamente".

"A resolução não configura nada complexo, precisamente porque o que está na base são os procedimentos adotados, em que existem regras internacionais de segurança que têm de ser adotadas", explicou, acrescentando que a resolução do problema envolve um organismo que não estava hoje presente, o Gama (autoridade supervisora nacional em matéria de meteorologia aeronáutica civil).

Até ao fim do mês, no âmbito do Ministério do Mar, vão ser feitas outras ações de limpeza de mato em terrenos propriedade da Administração dos Portos de Sines e do Algarve e na área do campus escolar da Escola Náutica Infante D. Henrique.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório