Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Hortas sociais de Castelo Branco beneficiam 72 pessoas

Setenta e duas pessoas estão a beneficiar do projeto das hortas sociais criadas pela Câmara de Castelo Branco na Quinta do Chinco e que visa a integração social e apoiar a subsistência das famílias mais carenciadas, anunciou hoje a autarquia.

Hortas sociais de Castelo Branco beneficiam 72 pessoas
Notícias ao Minuto

12:48 - 14/02/18 por Lusa

País Iniciativa

"Neste espaço existe um verdadeiro reforço da comunidade, naquilo que é uma nova realidade e dinâmica de cooperação social. A forma entusiasta com que estes agricultores aderiram ao projeto foi a prova de que estamos perante uma nova sociedade que esta autarquia pretende acompanhar e apoiar", refere em comunicado enviado à agência Lusa o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia.

As hortas sociais da Quinta do Chinco, situadas entre dois bairros de Castelo Branco (Carapalha e Ribeiro das Perdizes), integram um projeto através do qual o município pretende estimular a integração e a convivência social entre diferentes gerações, com idades, aptidões físicas e heranças culturais variadas, fomentando o espírito comunitário e a entreajuda.

"Este espaço visa ainda apoiar a subsistência das famílias e indivíduos e ser um complemento para as economias familiares, proporcionando-lhes também o acesso a uma alimentação mais variada, rica, ecológica e saudável produzida pelos próprios", lê-se na nota.

Além da criação das hortas sociais, o projeto, cujo investimento ronda o milhão de euros, tem ainda como objetivo o desenvolvimento de iniciativas de caráter educativo, pedagógico e associativo, em plena comunhão com a comunidade envolvente.

"Numa lógica ambiental, o município quer também promover neste espaço verde o aproveitamento dos resíduos orgânicos, contribuindo desta forma para descongestionar o ambiente urbano", explica o autarca.

Após a formação em agricultura em modo de produção biológico e competências de cidadania, a qual tinha caráter obrigatória, segundo as normas do concurso promovido pela Câmara de Castelo Branco, todos os 72 utilizadores passaram a estar aptos a iniciarem a preparação dos terrenos e o seu cultivo que já está em curso.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório