Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2018
Tempo
33º
MIN 31º MÁX 35º

Edição

Legionella: Bactéria fecha um dos serviços de ortopedia de Torres Vedras

O Serviço de Ortopedia 2 do Hospital de Torres Vedras foi encerrado após ter sido detetada 'legionella' numa casa de banho, mas, segundo a administração do hospital, nenhum doente ou funcionário da unidade foi infetado.

Legionella: Bactéria fecha um dos serviços de ortopedia de Torres Vedras
Notícias ao Minuto

13:01 - 26/01/18 por Lusa

País Hospital

"Encontrou-se 'legionella' em torneiras de uma casa de banho do Serviço de Ortopedia 2 e o serviço foi encerrado", disse hoje à Lusa António Curado, diretor clínico do Centro Hospitalar do Oeste (CHO), que integra o Hospital de Torres Vedras.

A existência da bactéria foi conhecida no dia 08, altura em que "o resultado das análises à água foi positivo", explicou o responsável, adiantando que "foi logo fechada a casa de banho e feita a desinfeção com choque térmico e com produto próprio, primeiro daquele serviço e depois de todo o hospital".

Apesar de o resultado positivo ter sido conhecido no dia 08, "é referente a datas anteriores".

A presença da bactéria levou à deslocação dos 17 doentes da Ortopedia 2 para o Serviço 1 de Ortopedia e outros serviços do hospital.

"Foi feita uma pesquisa às análises clínicas dos últimos seis meses para confirmar que não houve qualquer doente ou trabalhador infetado", explicou.

A situação está "desde o primeiro momento a ser acompanhada pelo delegado regional de saúde e por técnicos de saúde pública", afirmou ainda António Curado, admitindo que, após a desinfeção efetuada, "neste momento possa até já não haver 'legionella'", embora isso só possa ser confirmado pelo resultado de novas análises, cujo resultado "deverá demorar cerca de duas a três semanas".

O CHO está a proceder "à substituição das tubagens e das torneiras e estão a ser tomadas todas as medidas", mantendo-se a funcionar normalmente as consultas e cirurgias de ortopedia na unidade.

Contactada pela Lusa, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) confirmou que a bactéria foi detetada "no decurso de análises de vigilância, habitualmente feitas nas unidades de saúde".

Mário Durval, coordenador do Departamento de Saúde Pública da ARSLVT, garantiu ainda que "prontamente foram aplicadas as medidas necessárias para combater o foco e proteger a saúde dos utentes, o que foi totalmente conseguido", confirmando não ter sido registado qualquer caso de infeção.

Segundo o mesmo responsável, em complemento às medidas de desinfeção e realização de choque térmico foi também determinada a instalação de equipamento de adição de cloro à rede de água do hospital.

O Hospital de Torres Vedras integra, em conjunto com os hospitais das Caldas da Rainha e de Peniche, o Centro Hospitalar do Oeste, que abrange os concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estevão das Galés e Venda do Pinheiro).

A população abrangida é de 292.546 pessoas, número que sobe para mais de 300 mil pessoas devido a eventos sazonais e aos doentes referenciados pelos centros de saúde.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.